Matérias

Dom Gerardo Andrade Pontes terá nome em Avenida de Petrolina, a iniciativa é do vereador professor Gilmar Santos

Dom Gerardo era defensor da população empobrecida e durante o período em que foi Bispo de Petrolina, teve uma atuação muito importante junto aos ocupantes da antiga Vila Papelão, onde hoje é localizado o bairro José e Maria, em especial no período de 1980 a 1982. Com sua luta junto aos pobres, tornou-se grande referência para a comunidade até os dias de hoje.

Dom Gerardo. foto: Reprodução internet

Foi votado e aprovado na sessão ordinária desta terça-feira, 11, o Projeto de Lei  Nº 041/2020 de autoria vereador Gilmar Santos (PT), que homenageia o bispo Dom Gerardo Andrade Pontes denominando a avenida Nordeste -que tem início na BR Nordeste indo até a avenida da Redenção-, no bairro José e Maria, de Avenida Dom Gerardo Andrade Pontes.

Natural de Fortaleza, Ceará, Dom Gerardo foi ordenado sacerdote em 8 de dezembro de 1948 e em 6 de fevereiro de 1975, foi escolhido pelo papa Paulo VI para substituir D. Antônio Campelo de Aragão à frente da Diocese de Petrolina, em Pernambuco. Sua sagração episcopal ocorreu em 17 de agosto de 1975, na Concha Acústica de Petrolina.

Dom Gerardo foi o titular da Diocese de Petrolina por sete anos, até ser resignado para preencher a vaga deixada por D. Expedito Eduardo de Oliveira na Diocese de Patos, Paraíba, em 5 de dezembro de 1983.

Como bispo, defendeu os pobres e oprimidos e criou uma rede de ação em favor da superação da fome e da seca nas dioceses de Petrolina-PE e Patos-PB, através do PROPAC (Programa de Promoção e Ação Comunitária) e o Centro Justiça e Paz. Promoveu o Seminário, ordenando dezenas de padres. Incentivou a renovação das paróquias enquanto rede de pequenas Comunidades de Base. Atuou na Rádio Emissora Rural de Petrolina (Hoje Rural FM) e na Rádio Espinharas de Patos com um programa diário de grande audiência exibido ao meio dia.

Dom Gerardo teve uma atuação muito importante junto aos ocupantes da área Vila Papelão, onde hoje é localizado o bairro José e Maria, em especial no período de 1980 a 1982. Com sua luta tornou-se grande referência para a comunidade até os dias de hoje.

Foto: Reprodução internet

Nos anos iniciais da década de 80, buscou recursos para a construção das casas desses moradores através de mutirões organizados por ele. Dom Gerardo foi o principal defensor daquelas famílias frente aos ataques da gestão da época e da violência que era imposta na tentativa de tirá-los do local, dando força a cada uma delas. Aqueles que vivenciaram essa época são muito gratos até hoje e se somam a proposta apresentada pelo vereador professor Gilmar Santos, para dar à atual Avenida Nordeste o nome de Dom Gerardo Pontes.

O sacerdote tinha como lema “Tudo pelo Evangelho”, e faleceu no dia 24/05/2006. E mesmo com toda dedicação a cidade de Petrolina, até hoje não encontramos nenhuma homenagem ao seu trabalho. Nesse sentido, o vereador professor Gilmar apresentou o projeto com o aval de centenas de pessoas do bairro José e Maria, que se manifestaram via abaixo-assinado com o intuito de homenagear esse religioso que tanto se dedicou a proteção dos mais necessitados.

O professor Gilmar, que tem sua história de formação oriunda das Comunidades Eclesiais de Base (CEB´s) e da Juventude do Meio Popular (PJMP), destaca a importância dessa homenagem feita” a Dom Gerardo Andrade Pontes:

“Fazer esse reconhecimento e homenagem a Dom Gerardo Andrade Pontes é manter viva a memória desse ser humano extraordinário e de tantas pessoas que compartilharam da sua ação evangelizadora e do seu compromisso com a vida da população mais carente do nosso município. Não tive a oportunidade de testemunhar da sua ação na nossa diocese, mas muitas pessoas do José e Maria me contara que Dom Gerardo escalava padres para celebrar missas na Vila Papelão no sentido de evitar que a Prefeitura derrubasse os barracos daqueles ocupantes. A última vez em que o encontrei, ouvi dele “minha vida é uma palco iluminado, e esse palco, essa luz, estão voltados para Petrolina”. Portanto, ficamos imensamente felizes, juntamente com os moradores do bairro José e Maria, e todas as pessoas que assinaram abaixo-assinado em apoio a esse gesto simbólico”.

No seu artigo 2º a lei diz que será posta Pela Prefeitura Municipal, em local de destaque, uma placa alusiva ao homenageado.

O Projeto foi aprovado por unanimidade dos vereadores presentes e segue agora para a sanção do prefeito Miguel Coelho.

 

Notícias

Covid-19: Petrolina registra 556 casos confirmados e 19 mortes

Confira a lista atualizada de bairros com casos confirmados da covid-19 na cidade

A Prefeitura de Petrolina atendeu mais 1.209 pessoas por meio de testagens rápidas para detectar a covid-19. Desse total, 18 deram positivos para o novo coronavírus: 16 mulheres com idades entre 11 e 53 anos, e 2 homens de 30 e 54 anos. Os dados estão no boletim deste sábado (20), que ainda traz 2 resultados positivos de exames analisados pelo Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE) e 2 por laboratório particular. Os pacientes são 2 mulheres de 28 e 83 anos e 2 homens de 21 e 93 anos.

Com esses 22 novos positivados, Petrolina chegou ao total de 556 casos do novo coronavírus. São 418 confirmações por testes rápidos da prefeitura e 138 casos diagnosticados através de exames laboratoriais. As curas clínicas somam 182.

Petrolina tem mais três óbitos por covid-19, sendo que dois ocorreram neste sábado no Hospital Universitário (HU): homens de 54 e 67 anos (com doenças crônicas). O terceiro óbito ocorreu em Salgueiro-PE, no último dia 17, mas a 8ª Gerência Regional de Saúde (GERES) só encaminhou a declaração de óbito (DO) hoje e o paciente, de 33 anos (também com doença crônica), estava registrado como residente em Petrolina. Com isso, o total de óbitos subiu para dezenove. Também neste sábado, Petrolina notificou um óbito como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). O paciente tinha 66 anos e estava internado no HU.  Foi coletado o material biológico e enviado para o Lacen-PE.  A prefeitura aguarda o resultado para confirmar o tipo de síndrome respiratória.

SRAG

O boletim com casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) mostra que são 115 casos em investigação e 30 já foram descartados. Confirmados somam 9 casos, além de um óbito.

Internamentos

Confira a taxa de ocupação dos leitos para a covid-19 na rede pública e privada de Petrolina. Taxa de ocupação de leitos 20 de junho 2020 (1)

Bairros

Os dados deste sábado mostram um aumento no número de bairros e comunidades com casos confirmados da covid-19, pulando de 79 para 85 localidades. O bairro Areia Branca concentra o maior número: 33 casos. Na sequência aparecem o Centro e a Vila Mocó, com 30 e 25 casos, respectivamente. Vale destacar que, a lista segue faltando 14 bairros que não foi possível fazer a contabilização devido ao grande fluxo.

Confira a lista completa:

BAIRRO | QUANTIDADE DE CASOS

Agrovila Massangano:            02

Alto da Boa Vista:       02

Alto do Cocar: 08

Antônio Cassimiro:     13

Areia Branca:  33

Atrás da Banca:         11

C-3:     02

Caminho do Sol:        07

Carneiros:       01

Caroá: 01

Centro:            30

Cidade Universitária:  10

Cohab Massangano:  20

Cohab São Francisco:           01

Cohab VI:        15

Colina Imperial:          01

Cosme e Damião:      04

Dom Avelar:    10

Estrada da Tapera:    02

Estrada das Pedrinhas:         02

Fernando Idalino:        04

Gercino Coelho:         18

Henrique Leite:           06

Ipsep 1:           01

Ipsep 2:           01

Izacolândia:    01

Jardim Amazonas:     10

Jardim Guararapes:   13

Jardim Maravilha:       05

Jardim Petrópolis:      04

Jardim São Paulo:      08

Jatobá:            11

João de Deus:           16

Jose e Maria:  17

Km 2:  02

KM 25: 03

Loteamento Bela Vista:          02

Loteamento Recife:    09

Mandacaru:     09

Maria Auxiliadora:       13

Monsenhor Bernardino:         02

N-10:   03

N-11:   02

N-3:     03

N-4:     03

N-5:     03

N-7:     01

N-8      07

N-9:     01

Nova Descoberta:      02

Nova Petrolina:           04

Nova Vida:      01

Orla:    04

Ouro Preto:     09

Padre Cícero: 05

Padre José De Castro:          01

Parque Bandeirantes:            01

Parque Massangano: 04

Parque São Gonçalo: 02

Parque São Paulo:     01

Pedra do Bode:          05

Pedra Linda:   05

Pedrinhas:      02

Pedro Raimundo:       03

Portal da Cidade:       01

Quati 1:           03

Quati 2:           05

Rajada:           10

Rio Corrente:  03

Rio Jordão:     05

Santa Luzia:   03

São Gonçalo:  08

São Joaquim: 02

São Jorge:      05

São José:       09

Terras do Sul: 03

Vale Dourado: 06

Vila 12:            02

Vila Eduardo:  18

Vila Esperança:          02

Vila Eulália:     15

Vila Marcela:   08

Vila Mocó:       25

Vila Vitória:      01

Vivendas: 06

Total de casos:          542

Por Duda Oliveira – Assessor de Comunicação da Secretaria de Saúde de Petrolina

Notícias

Covid-19: MPF quer divulgação de dados sobre casos e internações no Vale do Médio São Francisco

Foram acionadas prefeituras de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), governos estaduais de Pernambuco e Bahia, Central de Regulação Interestadual de Leitos e Hospital Universitário da Univasf

Foto: HU – Univasf

O Ministério Público Federal (MPF) e os Ministérios Públicos dos Estados da Bahia e de Pernambuco expediram recomendação para garantir a divulgação dos dados relativos a casos e internações por covid-19 na região do Vale do Médio São Francisco. As autoras do documento são a procuradora da República Ticiana Sales Nogueira e as promotoras de Justiça Ana Paula Nunes Cardoso, Rosane Moreira Cavalcanti e Rita de Cássia Caxias de Souza.

O Ministério Público recomendou aos municípios de Petrolina e Juazeiro a disponibilização diária, em site da internet a ser divulgado na mídia local, o número de pessoas infectadas nas respectivas cidades, assim como o número de leitos ocupados pelos pacientes contaminados pela covid-19, identificando o tipo de leito ocupado – se intermediário ou de UTI – e a unidade de saúde em que se encontra.

Às secretarias de Saúde de Pernambuco e da Bahia foi recomendada a divulgação semanal dos mesmos dados, englobando todas as pessoas infectadas na região do Vale do Médio São Francisco, ou seja, tanto a macrorregião de saúde norte de Pernambuco quanto a macrorregião norte de saúde da Bahia. De acordo com a recomendação, esses dados devem ser encaminhados também pelas autoridades municipais e estaduais diariamente ao Ministério Público.

O documento foi direcionado ainda à Central de Regulação Interestadual de Leitos (Cril) e ao Hospital Universitário da Univasf, que deverão informar ao MPF e aos MP Estaduais diariamente a quantidade de leitos intermediários e de UTI ocupados no fim de cada dia na Rede Interestadual de Saúde do Vale do Médio São Francisco Pernambuco-Bahia (Rede Peba) e na unidade hospitalar. Deverão relatar também qualquer dificuldade de regulação de pacientes, ou seja, de providenciar o acesso do paciente ao atendimento naquelas unidades na rede de saúde pública que tenham leitos disponíveis.

A atuação do MP foi motivada pela constatação de que a região do Vale do Médio São Francisco não tem leitos de UTI suficientes ao atendimento de toda a população, considerando-se a estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) de que são necessários 11 leitos de UTI para cada 100 mil habitantes. Foi considerada também a decisão dos governos locais de flexibilizar as regras de isolamento social sem demonstrar o atendimento aos requisitos do Ministério da Saúde, como quantitativo suficiente de EPIs e de respiradores, bem como de testes laboratoriais e de leitos de UTIs, entre outros.

A recomendação fixa prazo de 48 horas, a contar da notificação, para que MPF e MP Estaduais sejam informados sobre o acatamento ou não do documento. Em caso de descumprimento, poderão ser adotadas as medidas administrativas e judiciais cabíveis. As informações são da Assessoria de  de Comunicação.

http://www.mpf.mp.br/