Notícias

“Preocupante”, diz Gilmar Santos sobre volta às aulas após reunião com o secretário Plínio Amorim

Além da volta às aulas o vereador tratou de diversas outras demandas da Educação, Cultura e Esportes

Foto: Robsnayara Barbosa

A Secretaria de Educação de Petrolina anunciou em uma live realizada na quarta-feira, 14, a volta às aulas no município, a partir do próximo dia 02 de agosto. Essa notícia causou inquietação em alguns profissionais da educação, pais e mães de alunos e também do Mandato Coletivo, representado pelo vereador professor Gilmar Santos, PT, que foi procurado por alguns deles preocupados, principalmente, com a segurança sanitária.

Em virtude dessa e de outras demandas da população, o vereador se reuniu na manhã desta quinta-feira, 15, com o Secretário Municipal de Educação Plínio Amorim e iniciou a conversa com o ponto de maior preocupação: o risco de contaminação pelo coronavírus. Gilmar Santos disse que “compreende que é preciso conviver com a pandemia, mas precisamos saber se as variáveis de segurança sanitária e, especialmente, a vacinação, estão garantidas de forma suficiente para essa testagem de retorno”. Já o secretário Plínio respondeu que “nenhum cenário tem garantia, entende que é um risco, que é sério, mas chegou o momento de dar o primeiro passo”.

Gilmar questionou o fato de os professores ainda não terem tomado a segunda dose da vacina e também sobre o baixo número da população efetivamente imunizada com a segunda dose (menos de 15%). Além de diversos outros aspectos de biossegurança e operacionais.  Apesar de compreender as necessidades e possibilidades do retorno, Santos considera a medida bastante preocupante e sem os dados, argumentos e planejamento suficientes para essa fase de experimento. Para ele, o razoável está no fato da não obrigatoriedade das mães e pais no envio dos seus filhos para as aulas presenciais, porém enfatizou a preocupação com os docentes.

O representante do Mandato Coletivo cobrou também do secretário um projeto para melhoria do acervo da Biblioteca Municipal e atividades no espaço. Plínio respondeu, afirmando que existe uma disposição da gestão para investir no processo de informatização do local, com acessos a bibliotecas virtuais. 

A distribuição do restante dos recursos da Lei Aldir Blanc também foi pauta da conversa com o secretário e solicitado que a distribuição ocorresse de forma mais democrática, com participação do seguimento de cultura, semelhante a primeira vez.

Outro ponto a destacar foi a convocação dos professores do concurso de 2018: a resposta foi a de que um número maior de convocados está condicionado a vacância, conforme limitações impostas da Lei complementar 173/2020 – “Lei da Pandemia”.  Segundo o gestor, só é possível fazer novas convocações diante de casos de aposentadoria, óbito ou demissão. Quanto aos professores de Libras, o secretário respondeu que os aprovados não preenchem os pré-requisitos para exercerem a atividade. Portanto, não será convocado nenhum aprovado.  Gilmar disse considerar um erro absurdo e irresponsabilidade da gestão e aponta três prejuízos bastante evidentes: “desperdício de recursos públicos para a realização do concurso, desperdício de recursos dos candidatos e o prejuízo maior, a ausência de professores para os estudantes surdos. Vamos acionar o Ministério Público para uma maior investigação.”

Sobre a falta de livros didáticos para boa parte dos estudantes da rede, o secretário admitiu erro no processo de aquisição desses livros. A previsão é de que o prejuízo aos estudantes seja mantido neste ano. A nova aquisição será utilizada apenas no próximo ano. “É muito estranho que uma grande quantidade de estudantes não tenha adquirido seus livros, quando se tem uma secretaria munida de recursos suficientes para a compra desses materiais. Haveremos de aprofundar essa questão para identificar melhor os erros e as responsabilidades”, afirmou o parlamentar. 

Por fim, atendendo demanda de alguns jovens do bairro Antônio Cassimiro, o vereador solicitou mediações junto aos presidentes de associações para uma maior democratização das quadras, oportunizando outras modalidades esportivas, além do futebol, tendo como exemplo o basquete.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação o retorno à sala de aula será opcional para os alunos, cabendo aos pais ou responsáveis legais, em comum acordo com a escola, a opção pela permanência do estudante em atividades não presenciais. Para a retomada das aulas presenciais, será realizado um rodízio semanal com no mínimo 50% dos alunos de modo presencial, ou seja, cada grupo assistirá as aulas por uma semana nas unidades escolares, enquanto outra parte será assistida através do ensino remoto. A partir do dia 2 de agosto retomam as aulas nas Escolas de Tempo Integral. No dia 9 será a vez das turmas do 6º, 7º, 8º e 9º ano. Já no dia 16, os alunos do 4º, 5º ano e EJA. No dia 23, as turmas do 1º, 2º e 3º ano. Em 30 de agosto os estudantes de 4 e 5 anos da Educação Infantil, e no dia 6 de setembro as crianças de 0 a 3 anos.

As informações são da Assessoria de Comunicação do Mandato Coletivo/Vereador Gilmar Santos – PT

 

Notícias

Pessoas maiores de 18 anos já podem se cadastrar para ‘xepa’ da vacina contra a Covid-19 em Petrolina

De acordo com a Secretaria de Saúde, a aplicação das doses será feita próximo ao fim do expediente ou próximo à validade das doses, já que, após abrir os frascos, as doses só podem ser aplicadas após algumas horas. O objetivo é evitar o desperdício das doses.

Foto: Divulgação

A partir desta segunda-feira (12), todos os moradores de Petrolina a partir de 18 anos poderão se inscrever para receber as doses remanescentes de vacinas contra a Covid-19, a chamada “xepa da vacina”. A aplicação será feita a partir de uma lista de espera. Para se cadastrar é só acessar o site oficial da Prefeitura de Petrolina.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a aplicação das doses será feita próximo ao fim do expediente ou próximo à validade das doses, já que, após abrir os frascos, as doses só podem ser aplicadas após algumas horas. O objetivo é evitar o desperdício das doses.

“No final do dia vamos acessar os dados e entrar em contato com as pessoas cadastradas através do número de telefone e informar o local e o período que ela tem para comparecer para receber a dose”, explicou a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Marlene Leandro.

Antes as doses remanescentes estavam sendo aplicadas nas pessoas acamadas, porém, a cobertura vacinal desse público já alcançou quase sua totalidade, assim, a partir de agora será seguida a lista de inscrição, priorizando o critério da faixa etária. Para receber a vacina é necessária a apresentação de um documento de identificação com foto, Cartão SUS ou CPF, além de um comprovante de residência. As informações são da Secretaria Municipal de Saúde.

 

Notícias

Nota Pública sobre o Ato #3j Fora Bolsonaro realizado em Petrolina – PE

“Foi uma ação simbólica em defesa da vida e de indignação contra um governo que comprovadamente mata o povo e destrói o país”, diz parte da nota

Ato #3J Fora Bolsonaro em Petrolina – PE. Foto: Lizandra Martins

O vereador Gilmar Santos, representando o Mandato Coletivo (PT) e a coordenação do Ato pela Vida e contra o governo Bolsonaro, realizado em Petrolina-PE, no último dia 03 de julho de 2021, informar que:

  1. A realização do Ato foi comunicada antecipadamente para as autoridades competentes e ocorreu de forma pacífica, com respeito às medidas sanitárias, com o devido uso de máscara facial, distanciamento físico e uso de álcool em gel;
  2. Antes do início do Ato, em uma ação coletivo, foi construído um pequeno muro com tijolos, na Orla de Petrolina, e pintado pela própria organização;
  3. O muro era uma representação artística de um governo que tem contribuído diretamente para as milhares de mortes pela covid-19, muita violência, atraso social, corrupção e prejuízos ao patrimônio do povo brasileiro;
  4. Após diversas falas de críticas ao governo Bolsonaro, os participantes foram convidados a derrubarem o muro que eles próprios haviam erguido, como um ato simbólico de derrubada de todas as políticas e ações que esse governo promove contra o país;
  5. O Ato ocorreu sem qualquer situação de violência física, e sem gerar qualquer prejuízo ao patrimônio público e ao meio ambiente;
  6. No entanto, estão sendo divulgadas informações distorcidas e mentirosas sobre esses fatos, com acusações contra os manifestantes e esse vereador.
  7. Entre as principais distorções, acusações e mentiras estão a de que promovemos violência e geramos prejuízos ao patrimônio público e ambiental. Para essas pessoas sugerimos que se informem melhor, evitem faltar com a verdade e tenham a coragem de reconhecer que:
  • A péssima gestão do governo Bolsonaro, que tem como líder o senador FBC, contribui para que mais de 520 mil vidas fossem ceifadas no país, e é responsável direto pela morte de pelo menos 350 mil pessoas por covid-19. Isso sim, é um ato de extrema violência, e porque não dizer de extermínio e genocídio da população brasileira, especialmente os mais pobres, negros e periféricos. Essa não é situação simbólica, não é uma atividade artística. Lamentavelmente é a vida real. É uma ação concreta de um governo que promove a morte.
  • O governo Bolsonaro, que tem como líder o senador FBC, deixou de comprar mais de 150 milhões de doses de vacina entre julho e dezembro de 2020, e continuou sabotando a compra de mais vacinas ao longo de 2021, com atuação direta do Presidente da República. Isso significa dizer que milhares de vidas poderiam ter sido protegidas e poupadas. E se hoje faltam vacinas em Petrolina e no país, e pessoas continuam morrendo, é porque a violência e o projeto de destruição desse governo continuam atuantes. E isso não é uma atuação simbólica. É uma atuação concreta de um governo que promove a morte.
  • O governo Bolsonaro, que tem como líder o senador FBC, com sua violência política e desprezo pela vida, deixou que centenas de pessoas morressem em Manaus por falta de oxigênio. Você já imaginou ver um ente querido em desespero, morrendo por falta de oxigênio, porque o governo se omitiu em agir para salvá-lo? Isso aconteceu, e não foi um ato simbólico, foi uma ação concreta de um governo que promove a morte.
  • O Presidente da República, assim como membros do seu governo, com sua violência política e desprezo pela vida, dá um péssimo exemplo sobre as medidas de proteção contra a covid-19: não usa máscara, promove aglomerações, desestimula a vacinação, e pior, indica um tratamento para a covid-19 sem qualquer eficácia e autorização da comunidade científica. Isso não é um ato simbólico do governo. É uma ação concreta de um governo que promove a morte.
  • O Governo Bolsonaro, que tem como líder o senador FBC, armou um esquema de corrupção para roubar dinheiro do povo brasileiro na compra da vacina indiana, Covaxin. Vale lembrar que a compra foi feita sem que a vacina tivesse autorização da Agência de Vigilância Sanitária (ANVISA). As provas foram apresentadas pelos irmãos Miranda na CPI da Pandemia no Senado. O Presidente da República sabia de tudo e não fez nada. Isso não é um ato simbólico do governo. É uma ação concreta de um governo que promove a morte e rouba a nação.
  • O governo Bolsonaro, que tem como líder o senador FBC, tem um projeto consciente de destruição do país. Isso pode ser constatado com a volta da miséria, da fome, do crescente aumento do desemprego, do aumento absurdo da gasolina e do gás de cozinha (apenas neste ano foram 5 aumentos). Em Petrolina, por exemplo, a gasolina chega a mais de R$ 6,00 (seis reais). Além da invasão das terras indígenas, com destruição da floresta amazônica, retirada de madeira ilegal, sendo o Ministro do Meio Ambiente desse governo um dos principais acusados; e mais, a venda de importantes empresas nacionais, como é o caso Eletrobrás, o que vai implicar no aumento da energia elétrica; no corte de investimentos nas áreas sociais e na retirada de direitos de servidores públicos. Isso não é um ato simbólica, é um verdadeiro vandalismo desse governo perverso e usurpador.
  • O Presidente Bolsonaro, e membros do seu governo, assim como os seus seguidores, atacam as instituições da República. Promovem atos pelo fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF), pelo fechamento do Congresso Nacional, ameaçam de morte ministros do STF, agridem e ameaçam jornalistas, defendem a volta da Ditadura Militar, com as propostas mais violentas desse período vivenciado no país, além de propagaram mentiras, e promoverem violências diversas contra pobres, negros, mulheres, LGBTQIA+. Isso não é um ato simbólico, é uma ação concreta de um governo fascista e comprovadamente violento, que já acumula mais de 120 pedidos de impeachment (impedimento).

Portanto, fica aqui a explicação para aqueles e aquelas que não entenderam nosso ato simbólico. Repito, realizamos uma intervenção artística, sem qualquer tipo de agressão física a qualquer pessoa, nem depredação de patrimônio público ou ambiental. Jamais agiremos ou vamos estimular ataque a qualquer pessoa física. Foi uma ação simbólica em defesa da vida e de indignação contra um governo que comprovadamente mata o povo e destrói o país.  No mais, vale lembrar o verso do poeta alemão, Bertolt Brecht:  “Todo mundo chama de violento a um rio turbulento, mas ninguém se lembra de chamar de violentas as margens que o aprisionam”.

Pela vida, pela democracia, pelo Brasil, seguiremos em luta!

Abraço fraterno!

Gilmar Santos

Vereador – PT – Petrolina-PE

Notícias

Ato fora Bolsonaro acontece em Petrolina neste sábado

Por vacina, pão, auxílio emergencial, mais emprego, e comida no prato.

Foto: Divulgação

Em resposta ao escândalo mais recente envolvendo o governo Bolsonaro, movimentos sociais, partidos políticos, associações e organizações de estudantes de Petrolina-PE vão realizar, neste sábado (3), mais um ato de rua. A concentração será a partir das 9h, na praça da Catedral, de onde a manifestação partirá em direção às principais vias do centro da cidade.

Esta será a terceira mobilização, no município, desde o início da pandemia. Segundo os organizadores, a expectativa é fortalecer a mobilização em torno do impeachment do presidente Bolsonaro em razão da má condução que o governo federal vem dando à pandemia.

Desta vez o percurso passará pela Avenida Souza Filho, Avenida Guararapes e Orla, onde será finalizado, às margens do rio São Francisco.

A organização do ato pede que os manifestantes usem máscara N95/PFF2, álcool gel e mantenham o distanciamento social. Tudo para evitar o contágio do Coronavírus.

Assim como nas outras edições, uma equipe de biossegurança, montada pela equipe organizadora, atuará na condução dos manifestantes, durante o percurso para que as medidas de segurança sejam respeitadas. Haverá ainda distribuição gratuita de máscaras para pessoas precisarem fazer substituição do ítem.

Vale destacar que todas as outras mobilizações realizadas anteriormente tiveram essa mesma configuração.

O ato soma-se a uma mobilização nacional, marcada para este sábado. Anteriormente o ato seria realizado em 24 de julho, porém, foi antecipado diante do recente escândalo da covaxin, vacina indiana cuja compra, segundo fontes ligadas ao governo, foi superfaturada.

Além disso, outras mobilizações estão acontecendo pelo país. Nesta quinta, foi protocolado na Câmara federal um super pedido de impeachment, com a participação de vários partidos políticos, de direita e de esquerda, entidades e organizações sociais.

Nesta quinta (1°) o Brasil atingiu a marca de 518 mil mortos pela covid-19. O que torna o país o segundo maior em número de mortes no mundo.

Por vacina, pão, auxílio emergencial, mais emprego, e comida no prato. Fora Bolsonaro!

Notícias

Petrolina terá ato contra governo Bolsonaro neste sábado (19)

A concentração, prevista para às 9h, será na Praça da Catedral, de onde a manifestação partirá em caminhada pelas principais vias do centro da cidade.

Foto: Divulgação

Os movimentos sociais, sindicatos, organizações estudantis e partidos políticos de Petrolina, voltam às ruas amanhã (19), para participar da mobilização nacional contra o governo Bolsonaro. A concentração, prevista para às 9h, será na Praça da Catedral, de onde a manifestação partirá em caminhada pelas principais vias do centro da cidade.

De acordo com a Frente Brasil Popular, ao menos 500 cidades do país vão participar da mobilização por mais vacinas, empregos, auxílio emergencial de R$ 600 e pelo Fora Bolsonaro.

No material divulgado nas redes sociais, os organizadores pedem que as pessoas mantenham o distanciamento social, usem máscara PFF2/N95 e álcool em gel, para evitar o contágio pela Covid-19.

Para assegurar que os cuidados sanitários serão cumpridos, a organização do ato mobilizou uma equipe de biossegurança para acompanhar os participantes ao longo do percurso, que será de pouco mais de 2,5km.

Foto: Lizandra Martins

Ao longo da semana foram realizadas duas atividades de mobilização para o ato, uma no Bairro José e Maria e outra na Praça do Bambuzinho, no centro. A última atividade do ato será nesta hoje (18), no Residencial Vivendas, onde serão confeccionados cartazes e camisas para a mobilização.

O ato é uma resposta da população à conduta adotada pelo governo federal no enfrentamento à pandemia. São quase 500 mil mortes, mais de 17 milhões de casos e apenas 11,3% da população totalmente imunizada.

Além de mortes, a gestão do governo federal tem aumentado o desemprego, a fome, a miséria, o fechamento de empresas, o desmonte do SUS e das mais diversas políticas sociais, numa crise sem precedentes.

“Bolsonaro é um inimigo que precisamos derrotar urgentemente para controlar a pandemia, para evitar o avanço do genocídio e, consequentemente, a destruição do Brasil”, cita um trecho da convocatória.

Foto: Lizandra Martins

 

O evento tem apoio do SINTEPE-Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco, Sind-Univasf, SINERGIA-BA-Sindicato dos Eletricitários da Bahia, SINTRAF-Sindicato de Agricultura Familiar e STTAR-Sindicato de Trabalhadores Assalariados Rurais de Petrolina, junto ao Movimento de Mulheres Olga Benário, UJR-União da Juventude Rebelião, ADUPE-Seção Sindical dos Docentes de Pernambuco, SINASEFE-Seção Sindical IFSertaoPE, Movimento Luta de Classes, SIRUA-Juventude Anticapitalista, UP-Unidade Popular, PT-Partido do Trabalhadores, Mandato Coletivo Gilmar Santos-PT, Partido Comunista do Brasil, PSOL-Partido Socialismo e Liberdade, Diretório Central de Estudantes da UNIVASF,  UJC-União da Juventude Comunista, UESP-União dos Estudantes Secundaristas de Petrolina, Coletivo Cores e Associação Raízes. Percurso: Saída em frente a Emissora Rural, localizada na Rua Coronel João Clementino, seguindo pela Avenida Souza Filho, passando ao lado da Praça Bambuzinho, retornando pela esquerda na Av. Fernando Góes, passando em frente ao Banco do Nordeste,  retornando pela Av. Souza Filho, passando em frente ao Supermercado Regente, entrando na Rua Gregório Ramos,  seguindo para Rua Barão do Rio Branco, passando ao lado do Mercado Turístico, seguindo à direita em direção Rua Governador Eraldo Gueiros Leite, passando pela frente do Posto Joalina, seguindo pela rua Barão do Rio Branco,  retorno pela Av. Souza Filho, entra à direita na Rua Souza Júnior, ao final da rua, antes do sinal, entra à esquerda na via em direção a AV. Guararapes, segue até a Praça Maria Auxiliadora, em frente a Prefeitura, onde finaliza o ato.

 

Notícias

COVID 19: Petrolina registra 08 mortes e 135 novos casos

Com os novos registros, Petrolina soma 491 óbitos ocasionados pela COVID-19

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde informa que nesta terça-feira (15), dos 82 leitos de UTI ‘s disponíveis, 73 estão ocupados. 41 pacientes de Petrolina e 32 de outras cidades da região, isso representa um índice de 89% de ocupação.

Foram confirmados ainda 135 novos casos da doença no município, destes, 126 resultados foram através de exames realizados pela Prefeitura de Petrolina e nove por meio de exames laboratoriais. Dos novos casos, 66 são do sexo masculino, com idades de três meses a 74 anos, e 69 do sexo feminino, com idades de seis a 92 anos. Assim, 29.271 pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus. Desse total, 24.874 já estão recuperadas da doença, isso representa 85% de cura clínica.

Há ainda o registro de oito óbitos, cinco ocorreram durante o mês de maio e três na primeira quinzena de junho. Tratam-se de cinco pacientes do sexo masculino e três do sexo feminino com as respectivas idades:  65, 61, 60, 50, 45, 88, 63 e 29 anos. Os pacientes de 88, 65 e 60 anos apresentavam comorbidades. Com os novos registros, Petrolina soma 491 óbitos ocasionados pela COVID-19.

Outras informações

A Secretaria de Saúde também divulgou informações complementares sobre a pandemia em Petrolina.

– Casos investigados: 743 pessoas sendo monitoradas, há possibilidade de estarem infectadas.

-Casos por raça/cor: nove pessoas se declaram pretas; dois indígenas; 89 pardas; quatro amarelas; 30 brancas e uma optou por não declarar.

– Casos descartados: Até agora, 108.339 casos já foram descartados. As pessoas que foram testadas tiveram resultados negativos.

– Casos ativos: O município tem 3.906 casos ativos do novo coronavírus.

Todas as informações sobre a pandemia estão disponíveis no: petrolina.pe.gov.br/coronavirus

Notícias

COVID-19: Petrolina confirma mais 4 mortes e 191 novos casos do novo coronavírus

Com isso, 26.388 pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus. O total de pacientes recuperados é 22.411, isso representa 84,9% do total.

Foto: Reprodução

O boletim epidemiológico da Covid-19 divulgado pela Secretaria de Saúde de Petrolina, informa que a taxa de ocupação dos leitos de UTI desta quarta-feira (19), está em 85,4%. Dos 82 leitos, 70 estão ocupados. 48 pacientes são de Petrolina e 22 de outras cidades da região.

Foram confirmados 191 novos casos, sendo 71 pessoas do sexo masculino, com idades de um a 66 anos, e 120 do sexo feminino, com idades de nove meses a 96 anos. Dos resultados obtidos, 168 se deram através de exames realizados pela Prefeitura de Petrolina e 23 por exames laboratoriais. Com isso, 26.388 pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus. O total de pacientes recuperados é 22.411, isso representa 84,9% do total.

Há ainda o registro de quatro óbitos, sendo duas pessoas do sexo masculino e duas do sexo feminino, com as respectivas idades: 67, 48, 52 e 37 anos. Os pacientes estavam internados em hospitais privados da região, destes, dois pacientes não possuíam histórico de comorbidades. As mortes ocorreram do dia 5 a 19 de maio, no entanto, os registros só chegaram nesta quarta-feira à secretaria. Agora, Petrolina registra 412 óbitos ocasionados pela COVID-19.

Outras informações

A Secretaria de Saúde também divulgou informações complementares sobre a pandemia em Petrolina.

– Casos investigados: 2.049 que pessoas sendo monitoradas, há possibilidade de estarem infectadas.

– Casos por raça/cor: 22 pessoas se declararam pretas; uma indígena, 110 pardas; três amarelas; 39 brancas e 16 optaram por não declarar.

– Casos descartados: Até agora, 98.575 casos já foram descartados. As pessoas que foram testadas tiveram resultados negativos.

– Casos ativos: O município tem 3.565 casos ativos do novo coronavírus.

Todas as informações sobre a pandemia estão disponíveis no: petrolina.pe.gov.br/coronavirus.

Notícias

COVID-19: 7 mortes e 144 novos casos são registrados em Petrolina

O município agora passa a registrar 388 óbitos ocasionados pela Covid-19.

Foto: Reprodução

O boletim epidemiológico da Covid-19 divulgado pela Secretaria de Saúde de Petrolina, informa que a taxa de ocupação dos leitos de UTI desta segunda-feira (10), está em  81,2%. Dos 80 leitos, 65 estão ocupados. 42 pacientes são de Petrolina e 23 de outras cidades da região.

O boletim ainda registra 144 casos positivos, sendo 62 do sexo masculino, com idades de quatro meses a 96 anos, e 82 do sexo feminino, com idades de um a 79 anos. Dos resultados obtidos, 132 foram através de exames realizados pela Prefeitura de Petrolina e 12 por exames laboratoriais. Agora, 25.279 pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus. O total de pacientes recuperados está em 21.443, isso representa 84,8% do total.

Há ainda o registro de sete óbitos. Tratam-se de quatro pessoas do sexo masculino e três do sexo feminino com as respectivas idades de 98, 73, 62, 50, 80, 74, 61 anos, destes, quatro não tinham histórico de comorbidades. Os pacientes estavam internados em hospitais públicos e privados da região. Os óbitos aconteceram do dia 12 de abril a 10 de maio, os registros com a confirmação das mortes só chegaram nesta segunda-feira (10) à Secretaria de Saúde.  Assim, o município passa a registrar 388 óbitos ocasionados pela Covid-19.

Outras informações

A Secretaria de Saúde também divulgou informações complementares sobre a pandemia em Petrolina.

– Casos investigados: 1.582 pessoas sendo monitoradas, há possibilidade de estarem infectadas.

– Casos por raça/cor: 19 pessoas se declaram pretas, duas indígenas, 91 pardas, cinco amarelas, 24 brancas e três optaram por não declarar.

– Casos descartados: Até agora, 94.761 casos já foram descartados. As pessoas que foram testadas tiveram resultados negativos.

– Casos ativos: O município tem 3.448 casos ativos do novo coronavírus.

Todas as informações sobre a pandemia estão disponíveis no: petrolina.pe.gov.br/coronavirus.

 

 

 

Notícias

Grupo Raros de Petrolina realiza Live Solidária neste sábado (11)

A live contará com a participação de vários artistas regionais e tem como objetivo arrecadar doações que serão destinadas às famílias do grupo que estão precisando de assistência em razão da Pandemia da Covid-19

O Grupo “Raros”, formado por familiares de crianças com síndromes raras, com apoio do Mandato Coletivo, realizará no próximo sábado (11) às 16h, uma Live Solidária para arrecadar doações para as famílias do grupo que estão precisando de assistência em razão da Pandemia da Covid-19.

A Live, que será transmitida nas redes sociais do grupo (Facebook) e do Mandato Coletivo (FacebookInstagram e Youtube), conta com a participação de vários artistas da região, como Flávio Leandro, Del Feliz, Ivan Greg, Nega Dell e Veva Show, Yago Santana, Felipe Lima, Corrinha do Acordeon, Elenildo do Acordeon, Neudo Oliveira e a cordelista Graciele Castro

Através de vídeos publicados nas redes sociais, mães e artistas convidam para a Live e pedem que as pessoas colaborem com doações.

“O Grupo Raros tem por finalidade apoiar e desenvolver ações para defesa, elevação e manutenção  da qualidade de vida de famílias de pessoas com síndromes e doenças raras, então essa live solidária organizada pelo grupo e pelo mandato coletivo tem grande importância, assim como as doações, pois nos permite estar ajudando essas famílias que estão realmente precisando do nosso apoio. Nós somos cerca de 200 famílias, mas dentro desse grupo nós cerca de 40 estão precisando da nossa ajuda. Precisando de alimentos, fraldas, suplementos e medicações que são caros e que não são fornecidas pelo estado e nem pelo município e com o isolamento social ficou ainda mais difícil recorrer à justiça para conseguir esses medicamentos. Por isso a importância da realização dessa live”, explica Patrícia Bonfim, coordenadora do Grupo Raros e mãe de uma criança com síndrome rara. 

Para facilitar as doações, foi criado um link no site Benfeitoria onde cada pessoa pode contribuir através do cartão de crédito. Uma outra possibilidade é a transferência bancária para a conta de um dos integrantes do Raros.

Dados da conta:

Caixa Econômica

AG: 0812

OP: 013

C. Poupança: 69176-0

Pedro Cauã Santos Souza

CPF: 113.594.964-67

Além dessas opções haverá ainda a possibilidade de contribuir durante a transmissão live por meio de um QR Code que ficará disponível na tela. 

Lembrando que quem não puder fazer doação em dinheiro e quiser contribuir de outra forma com suplementos, fraldas, cestas básicas, produtos de higiene entre outros, basta entrar em contato através do número (87) 9 8832-8842.

Sobre o grupo:

O Grupo Raros Petrolina, nasceu 01 de julho de 2016, do sonho de duas mães de crianças com síndromes e doenças raras que resolveram se juntar e criar um grupo de whatsapp com o intuito de realizar trocas de experiência. Mais com o tempo foi se observando as dificuldades e necessidades, a parti dai foi identificando mais famílias no vale do são Francisco  e grupo foi crescendo e virou um instrumento de apoio e luta para acesso as politicas publicas existentes. Hoje atendemos cercas de 200 famílias do Vale do São Francisco.

No dia 30 de janeiro de 2020 foi realizado assembleia de constituição transformando em SOCIEDADE INTEGRADA DE PESSOAS COM SINDROMES E DOENCAS RARAS, FAMILIAS E AMIGOS DO VALE DO SÃO FRANCISCO ou pela forma abreviada designada pela sigla GRUPO RAROS – uma instituição civil sem fins lucrativos, filantrópica e não governamental.

Onde obter mais informações?

Grupo Raros Facebook: https://www.facebook.com/rarosdepetro/
Grupo Raros Instagram: https://www.instagram.com/gruporarospetrolina/

Link para doação: https://benfeitoria.com/ajude-o-grupo-raros-gy3

Curta, compartilhe, DOE! 

Notícias

Covid-19: Petrolina registra 65 novos casos nesta sexta-feira, destes 21 são detentos da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes (PDEG)

Com esses novos positivados, Petrolina chegou ao total de 765 casos do novo coronavírus.

A Prefeitura de Petrolina confirmou 65 novos casos positivos da covid-19; destes, 21 são detentos da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes (PDEG). Por testes rápidos, foram confirmados 51 casos: 33 homens com idades entre 40 e 56 anos, e 18 mulheres entre 07 e 65 anos. Os dados estão no boletim desta sexta-feira (26), que ainda traz 10 resultados positivos de exames analisados pelo Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE) e 4 por laboratório particular. Os pacientes são 8 homens com idades entre 06 meses de vida e 56 anos, e 6 mulheres entre 25 e 63 anos.

Com esses novos positivados, Petrolina chegou ao total de 765 casos do novo coronavírus. São 581 confirmações por testes rápidos da prefeitura e 184 casos diagnosticados através de exames laboratoriais. As curas clínicas somam 188. Petrolina recebeu um exame do Lacen-PE confirmando covid-19 em um paciente que faleceu no Hospital Regional de Juazeiro-BA. Era um homem de 56 anos, que por um equívoco na data de nascimento, foi anunciado nesta quinta-feira (25) que tinha 74. Com isso, o total de óbito subiu para vinte e seis.

SRAG

O boletim com casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) mostra que são 125 casos em investigação e 30 já foram descartados. Confirmados somam 9 casos, além de um óbito.

Internamentos

A taxa de ocupação dos leitos para o novo coronavírus na rede pública e privada de Petrolina segue abaixo.

Taxa de ocupação de leitos 26.06

 

Por Duda Oliveira – Assessor de Comunicação da Secretaria de Saúde de Petrolina