Notícias

Grupo Raros de Petrolina realiza Live Solidária neste sábado (11)

A live contará com a participação de vários artistas regionais e tem como objetivo arrecadar doações que serão destinadas às famílias do grupo que estão precisando de assistência em razão da Pandemia da Covid-19

O Grupo “Raros”, formado por familiares de crianças com síndromes raras, com apoio do Mandato Coletivo, realizará no próximo sábado (11) às 16h, uma Live Solidária para arrecadar doações para as famílias do grupo que estão precisando de assistência em razão da Pandemia da Covid-19.

A Live, que será transmitida nas redes sociais do grupo (Facebook) e do Mandato Coletivo (FacebookInstagram e Youtube), conta com a participação de vários artistas da região, como Flávio Leandro, Del Feliz, Ivan Greg, Nega Dell e Veva Show, Yago Santana, Felipe Lima, Corrinha do Acordeon, Elenildo do Acordeon, Neudo Oliveira e a cordelista Graciele Castro

Através de vídeos publicados nas redes sociais, mães e artistas convidam para a Live e pedem que as pessoas colaborem com doações.

“O Grupo Raros tem por finalidade apoiar e desenvolver ações para defesa, elevação e manutenção  da qualidade de vida de famílias de pessoas com síndromes e doenças raras, então essa live solidária organizada pelo grupo e pelo mandato coletivo tem grande importância, assim como as doações, pois nos permite estar ajudando essas famílias que estão realmente precisando do nosso apoio. Nós somos cerca de 200 famílias, mas dentro desse grupo nós cerca de 40 estão precisando da nossa ajuda. Precisando de alimentos, fraldas, suplementos e medicações que são caros e que não são fornecidas pelo estado e nem pelo município e com o isolamento social ficou ainda mais difícil recorrer à justiça para conseguir esses medicamentos. Por isso a importância da realização dessa live”, explica Patrícia Bonfim, coordenadora do Grupo Raros e mãe de uma criança com síndrome rara. 

Para facilitar as doações, foi criado um link no site Benfeitoria onde cada pessoa pode contribuir através do cartão de crédito. Uma outra possibilidade é a transferência bancária para a conta de um dos integrantes do Raros.

Dados da conta:

Caixa Econômica

AG: 0812

OP: 013

C. Poupança: 69176-0

Pedro Cauã Santos Souza

CPF: 113.594.964-67

Além dessas opções haverá ainda a possibilidade de contribuir durante a transmissão live por meio de um QR Code que ficará disponível na tela. 

Lembrando que quem não puder fazer doação em dinheiro e quiser contribuir de outra forma com suplementos, fraldas, cestas básicas, produtos de higiene entre outros, basta entrar em contato através do número (87) 9 8832-8842.

Sobre o grupo:

O Grupo Raros Petrolina, nasceu 01 de julho de 2016, do sonho de duas mães de crianças com síndromes e doenças raras que resolveram se juntar e criar um grupo de whatsapp com o intuito de realizar trocas de experiência. Mais com o tempo foi se observando as dificuldades e necessidades, a parti dai foi identificando mais famílias no vale do são Francisco  e grupo foi crescendo e virou um instrumento de apoio e luta para acesso as politicas publicas existentes. Hoje atendemos cercas de 200 famílias do Vale do São Francisco.

No dia 30 de janeiro de 2020 foi realizado assembleia de constituição transformando em SOCIEDADE INTEGRADA DE PESSOAS COM SINDROMES E DOENCAS RARAS, FAMILIAS E AMIGOS DO VALE DO SÃO FRANCISCO ou pela forma abreviada designada pela sigla GRUPO RAROS – uma instituição civil sem fins lucrativos, filantrópica e não governamental.

Onde obter mais informações?

Grupo Raros Facebook: https://www.facebook.com/rarosdepetro/
Grupo Raros Instagram: https://www.instagram.com/gruporarospetrolina/

Link para doação: https://benfeitoria.com/ajude-o-grupo-raros-gy3

Curta, compartilhe, DOE! 

Notícias

Covid-19: Petrolina registra 65 novos casos nesta sexta-feira, destes 21 são detentos da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes (PDEG)

Com esses novos positivados, Petrolina chegou ao total de 765 casos do novo coronavírus.

A Prefeitura de Petrolina confirmou 65 novos casos positivos da covid-19; destes, 21 são detentos da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes (PDEG). Por testes rápidos, foram confirmados 51 casos: 33 homens com idades entre 40 e 56 anos, e 18 mulheres entre 07 e 65 anos. Os dados estão no boletim desta sexta-feira (26), que ainda traz 10 resultados positivos de exames analisados pelo Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE) e 4 por laboratório particular. Os pacientes são 8 homens com idades entre 06 meses de vida e 56 anos, e 6 mulheres entre 25 e 63 anos.

Com esses novos positivados, Petrolina chegou ao total de 765 casos do novo coronavírus. São 581 confirmações por testes rápidos da prefeitura e 184 casos diagnosticados através de exames laboratoriais. As curas clínicas somam 188. Petrolina recebeu um exame do Lacen-PE confirmando covid-19 em um paciente que faleceu no Hospital Regional de Juazeiro-BA. Era um homem de 56 anos, que por um equívoco na data de nascimento, foi anunciado nesta quinta-feira (25) que tinha 74. Com isso, o total de óbito subiu para vinte e seis.

SRAG

O boletim com casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) mostra que são 125 casos em investigação e 30 já foram descartados. Confirmados somam 9 casos, além de um óbito.

Internamentos

A taxa de ocupação dos leitos para o novo coronavírus na rede pública e privada de Petrolina segue abaixo.

Taxa de ocupação de leitos 26.06

 

Por Duda Oliveira – Assessor de Comunicação da Secretaria de Saúde de Petrolina

Notícias

Fórum Popular de Cultura em Petrolina mobiliza artistas diante crise do Covid-19

Além da falta de políticas públicas culturais à níveis federal, estadual e municipal, os artistas se veem agora numa situação de vulnerabilidade social.

Trabalhadores da cultura de diversas linguagens artísticas de Petrolina se reuniram virtualmente, na última quinta-feira, 29, para discutir estratégias de mobilização diante da suspensão de suas atividades em razão da pandemia do novo Corona Vírus. Além da falta de políticas públicas culturais à níveis federal, estadual e municipal, os artistas se veem agora numa situação de vulnerabilidade social.

Suas rendas são geradas autonomamente de acordo com as demandas de produção e execução dos seus trabalhos. Responsável por 2,64% do PIB brasileiro segundo dados de 2016 da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN), com um crescimento acumulado de quase 70% nos últimos 10 anos e representando cerca de 5 milhões de trabalhadores de acordo com dados do IBGE de 2018, o setor da Cultura é fundamental para a economia do país e precisa estar fortalecido quando a crise sanitária passar.

Dessa forma, o Fórum elaborou coletivamente uma carta CARTA DO FÓRUM POPULAR DE CULTURA (1) em que sugere à Gestão Municipal de Petrolina-PE ações e projetos emergenciais de Cultura a fim de amparar trabalhadores da Cultura que, de fato, estão sofrendo o impacto do isolamento social em suas rendas – aqueles que não possuem carteira assinada e não foram contemplados pelo programa de auxílio emergencial do Governo Federal. Os artistas consideram a necessidade de articular políticas públicas que reconheçam a dimensão humana e social da arte, sobretudo nesse momento, haja vista que o auxílio emergencial ofertado aos trabalhadores autônomos em geral não contemplou o seguimento das Artes. Assinam a carta, artistas independentes, simpatizantes/apoiadores da cena cultural local, grupos, cias, coletivos, entidades artísticas e culturais de Petrolina.

Ascom Fórum Popular de Cultura Petrolina

 

Notícias

Mandato Coletivo lança campanha do “Apitaço pela Vida das Mulheres” em Petrolina/PE

A ação consiste na distribuição de apitos e na divulgação de conteúdos digitais de sensibilização e combate à atitudes violentas dentro e fora de casa; “Apite por você, pela sua vizinha, pela sua amiga!”

Foto: Fabrício Nascimento

O machismo não entrou na quarentena e para muitas mulheres, ficar em casa para evitar o coronavírus é um pesadelo. Segundo um estudo recente da ONU, a pandemia é ‘catastrófica’ para mulheres no mundo todo por intensificar violência e pobreza.

Em face da crise sanitária e do isolamento social, ações propositivas de enfrentamento a esta realidade são essenciais para preservar a vida. Diante disso, as mulheres do Mandato Coletivo, juntamente com o Vereador Prof. Gilmar Santos (PT), organizaram a campanha do “Apitaço pela Vida das Mulheres”, lançada hoje (30), dia Nacional da Mulher.

A ação está voltada para o fortalecimento das mulheres no enfrentamento da violência. A partir da distribuição de apitos em estabelecimentos comerciais e da veiculação de conteúdos digitais de sensibilização e combate ao machismo, a campanha visa coibir ações violentas dentro e fora das casas.

Higienizados previamente e distribuídos em embalagens plásticas, os apitos estão disponíveis em alguns estabelecimentos comerciais da cidade.  Farmácias, mercearias, quitandas e açougues receberam caixas personalizadas com identificação da campanha e informações da ação. Em apoio a campanha, diversas mulheres estão publicando vídeos nas redes sociais com a Hastag #ApitaçoPelaVidaDasMulheres.

Para Ângela Santana, integrante do Mandato Coletivo, os apitos podem alertar uma vizinhança e a comunidade sobre possíveis casos de agressão. “É uma atitude muito simples, mas de grande importância na prevenção da violência doméstica. O apito pode inibir esse agressor ou alertar alguém que pode ligar para os telefones da polícia ou dos serviços de proteção”, alertou.

A campanha é mais um complemento às ações já existentes no município e tem como objetivo criar e fortalecer redes de proteção. Os casos de machismo e violência de gênero devem ser denunciados através do 180.

No Brasil, a desproteção contra a violência de gênero em tempos de isolamento se soma a uma série de medidas não tomadas pelo Governo Federal para garantir padrões dignos de vida à população.

Segundo reportagem da Carta Capital, no canal de denúncias Ligue 180, administrado pelo governo federal, a Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres anunciou um aumento de 17% no número de denúncias registradas pela plataforma no comparativo do começo e do fim do mês de março, período marcado por determinações de afastamento social em estados e municípios.

Para o presidente Bolsonaro o problema da violência contra a mulher está no isolamento social, como afirmou em entrevista: “Tem mulher apanhando em casa. Por que isso? Em casa que falta pão, todos brigam e ninguém tem razão. Como é que acaba com isso? Tem que trabalhar, meu Deus do céu. É crime trabalhar?”, resmungou. Especialistas alertam que violência contra a mulher não se resolve com o fim do isolamento, mas com desconstrução da ‘masculinidade clássica’ e da desigualdade de gênero, além de políticas sociais e de renda.

Para quem deseja apoiar a campanha ou tirar dúvidas, pode ligar para 87 9 9802 0102.

Como denunciar?

A Central de Atendimento à Mulher segue disponível 24 horas por dia pelo Ligue 180, pelo Disque 100 ou ainda pelo 153 da Patrulha da Mulher. Os casos mais urgentes devem ser denunciados junto à Polícia Militar no número 190.

 

As informações são da Assessoria de Comunicação do vereador professor Gilmar Santos/Mandato Coletivo.

 

Notícias

Petrolina confirma mais 4 casos do novo coronavírus e total vai a 34

São mais 4 pessoas que testaram positivo para a doença na cidade nas últimas 24 horas – todas do sexo feminino. 

Os casos positivos do novo coronavírus (Covid-19) em Petrolina subiram para 34 nesta quinta-feira (30). São mais 4 pessoas que testaram positivo para a doença na cidade nas últimas 24 horas – todas do sexo feminino.  Três pacientes (de 09, 25 e 48 anos) foram testagem rápida e uma (12 anos) diagnosticada através do exame realizado pelo laboratório do governo do estado.

Nenhuma morte pela Covid-19 foi registrada até o momento. Agora são 13 casos considerados curados clinicamente.

SRAG

O boletim com dados relacionados à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) aponta que 12 casos são investigados e 30 foram descartados. Confirmados somam 9 casos, além de 1 óbito.

Foto: Divulgação

Por Texto Duda Oliveira – Assessor de Comunicação da Secretaria de Saúde de Petrolina

 

Notícias

Primeira paciente diagnosticada com coronavírus em Petrolina tem cura clínica

A cura clínica da primeira paciente resultou em mudança nos dados da Covid-19 em Petrolina, restando apenas um paciente com a doença e 7 casos suspeitos, sem nenhum óbito.

A Prefeitura de Petrolina anunciou, na noite desta quinta-feira (2), a boa notícia da cura clínica da primeira paciente diagnosticada na cidade com o novo coronavírus. A mulher, de 70 anos, chegou ao município de uma viagem ao exterior no dia 17 de março, apresentando alguns sintomas. O resultado do exame que atestou positivo para Covid-19 saiu seis dias depois, no dia 23. A paciente, no entanto, não precisou ser internada, mas ficou isolada dos demais familiares da casa. Ela se recuperou e continua em isolamento, porém em convívio com os demais familiares que seguem em isolamento social e todos assintomáticos.

“Quando a pessoa passa do período que é o protocolo dos 14 dias e ela não apresenta mais sintomas, ela já eliminou o vírus, criando imunidade, impedindo a transmissão. Acompanhada por nossas equipes, a paciente seguiu as regras e adotou as medidas necessárias para o processo de recuperação, sobretudo o isolamento, que é a primeira regra. A batalha foi vencida”, explicou a secretária de Saúde de Petrolina, Magnilde Albuquerque.

A boa notícia se estende aos familiares da paciente, que também tiveram o monitoramento de saúde encerrado. Todos passam bem, e nenhum apresentou indícios de contaminação. Mas ratificamos que a família continua em isolamento social, atendendo às orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Decreto Municipal, entendendo a importância de ficar em casa.

A cura clínica da primeira paciente resultou em mudança nos dados da Covid-19 em Petrolina, restando apenas um paciente com a doença e 7 casos suspeitos, sem nenhum óbito.

Confira abaixo os dados atualizados desta sexta-feira 03/04/2020

Por  Duda Oliveira – Assessor de Comunicação da Secretaria de Saúde de Petrolina

Notícias

Prefeitura confirma segundo caso positivo de coronavírus em Petrolina

O paciente está internado em um hospital da rede particular e seu estado de saúde é considerado estável.

A Prefeitura de Petrolina confirmou, nesta quarta-feira (25), o segundo caso de paciente contaminado pelo novo coronavírus (Covid-19) no município. Trata-se de um homem, de 53 anos, com histórico de viagem recente a outros estados do país. O paciente está internado em um hospital da rede particular e seu estado de saúde é considerado estável. Ele continua recebendo toda assistência necessária da equipe médica da unidade, bem como sendo monitorado pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde. As pessoas que tiveram contato com este paciente estão em isolamento domiciliar e sendo monitoradas, como recomenda o Ministério da Saúde.

“Foram notificados mais 2 pacientes com suspeita de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), já com exames coletados. Um paciente recebeu alta e encontra-se em isolamento domiciliar, sendo monitorado pela Secretaria de Saúde. O outro segue internado e ambos aguardam o resultado do Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE). Temos 14 casos de SRAG em investigação, sendo 1 deles já confirmado para Influenza A e outro anteriormente para H1N1.  Nenhum óbito relacionado a essas doenças foi registrado na cidade. Não é preciso pânico, pois a prefeitura tem um grupo que avalia e monitora toda a situação”, destaca a secretária de Saúde, Magnilde Albuquerque. reforça a secretária.

A prefeitura reforça a recomendação para que a população permaneça em casa, em isolamento social, a fim de evitar a propagação do coronavírus. Destaca também que está dedicando todos os esforços para manter sob controle a proliferação do vírus na cidade. Com essas duas confirmações da Covid-19, restam 8 casos suspeitos, enquanto 11 já foram descartados até o momento.

Foto: Jonas Santos/PMP

Por Duda Oliveira – Assessor de Comunicação da Secretaria de Saúde de Petrolina

Notícias

Hospital Universitário suspende consultas e exames ambulatoriais

Baseado em recomendações do Ministério da Saúde e da Organização de Saúde, o HU suspendeu as consultas e exames de imagens ambulatoriais. A equipe do hospital entrará em contato com os pacientes, posteriormente, para remarcação.

Foto: Reprodução

O Hospital Universitário tomou novas medidas para diminuir o fluxo de pessoas na unidade e na Policlínica, a fim de combater e prevenir a proliferação da COVID-19.

Baseado em recomendações do Ministério da Saúde e da Organização de Saúde, o HU suspendeu as consultas e exames de imagens ambulatoriais. A equipe do hospital entrará em contato com os pacientes, posteriormente, para remarcação.

Somente a programação de cirurgias eletivas ortopédicas e oncológicas será mantida, as outras especialidades realizarão apenas cirurgias emergenciais.

As visitas a todos os setores de internamento da unidade também foram suspensas. As informações sobre estado de saúde de pacientes serão repassadas aos seus familiares através de boletins médicos na recepção de visitas, nos seguintes horários:

Unidade de Cuidados Intermediários – 10h

Sala de Observação da Emergência – 11h

Unidade de Terapia Intensiva – 12h

Sala de Emergência –  15h

Ascom.

 

Notícias

Petrolina tem primeiro caso confirmado do novo coronavírus

Trata-se de uma paciente com histórico de viagem ao exterior, que fez o exame no último dia 17 de março e se encontra em isolamento domiciliar, sendo acompanhada pela equipe da Secretaria de Saúde.

A Prefeitura de Petrolina informa que recebeu, nesta segunda-feira (23), o exame que confirma o primeiro caso do novo coronavírus (Covid-19) no município. Trata-se de uma paciente com histórico de viagem ao exterior, que fez o exame no último dia 17 de março e se encontra em isolamento domiciliar, sendo acompanhada pela equipe da Secretaria de Saúde.

“Recebemos três resultados hoje, sendo dois descartados e um positivo. A paciente testada como positivo está em quarentena, seu estado de saúde é estável e nossos profissionais continuam realizando o acompanhamento de perto. Ressaltamos que não há motivos para pânico, mas é preciso que as pessoas se mantenham em casa como forma de prevenção às doenças respiratórias, conforme vem sendo recomendado”, destaca a secretária de Saúde de Petrolina, Magnilde Albuquerque.

Até o momento, Petrolina tem 14 casos suspeitos da Covid-19. Sobre o H1N1, são 9 notificações, sem nenhuma confirmação da doença até o momento.

Por Duda Oliveira – Assessor de Comunicação da Secretaria de Saúde de Petrolina

Notícias

Jovens desaparecidos em Petrolina-PE: Comissão de Direitos Humanos se pronuncia sobre o caso

“Esperamos que não seja mais um caso de violência cometida pelo próprio Estado”, afirmou o presidente da comissão, Gilmar Santos. Confira o vídeo

Foto: Angela Santana

Familiares e amigos dos jovens Mateus Cerqueira (17) e Lucas Levi (20), desaparecidos desde a noite do último sábado (11), realizaram uma manifestação em frente a Câmara Municipal, na manhã de hoje (15), para pedir apoio da Casa Plínio Amorim, no acompanhamento do caso. Segundo informações dos familiares, os jovens foram vistos pela última vez durante uma abordagem do 2ª BIESP, no bairro Mandacaru 2, periferia de Petrolina-P. A PMPE confirmou a abordagem através de uma nota enviada à imprensa, mas alegou que “eles foram liberados pelos policiais no local”.

Em entrevista ao Blog de Edenevaldo Alves, na manhã de hoje, Dona Elisete dos Santos, mãe do jovem Mateus Cerqueira, relatou o que viu, “a Biesp estava parada, os meninos passaram, eles perseguiram, jogaram os dois meninos dentro da mala do carro e deram sumiço até hoje”. A mãe afirmou ainda que em seguida, “os policiais retornaram ao local para pegar as bicicletas e disseram que era para o pessoal dizer que não viu nada”.

De acordo com a nota da PMPE, “está em andamento, no Batalhão, um procedimento investigatório interno para apurar as circunstâncias da referida abordagem policial. No que pese a possível conduta dos PMs com os familiares, o 2º BIEsp está aberto para receber denúncias acerca de conduta anti social de sua tropa”, diz a nota.

O Vereador Gilmar Santos, acompanhou a manifestação e se se colocou a disposição, enquanto presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH), para acompanhar o caso. “Nós colocamos a disposição para que todos os processos investigativos sejam feitos. A gente assume, junto com esses familiares e amigos o compromisso de exigir justiça”, disse o parlamentar.

Diante da repercussão, a PM se pronunciou em nota sobre o caso. Confira na íntegra: “A Polícia Militar esclarece que segundo o efetivo do 2º Batalhão Integrado Especializado (BIEsp) que estava de serviço, no último sábado (11), a equipe patrulhava na região quando visualizou dois jovens e realizou a busca pessoal. Nada de ilícito foi encontrado e eles foram liberados pelos policiais no local. No entanto, na manhã do domingo (12), a Unidade recebeu um homem formalizando uma queixa sobre o desaparecimento dos dois. Está em andamento, no Batalhão, um procedimento investigatório interno para apurar as circunstâncias da referida abordagem policial. No que pese a possível conduta dos PMs com os familiares, o 2º BIEsp está aberto para receber denúncias acerca de conduta anti social de sua tropa”.

Foto: Angela Santana

O vereador Gilmar Santos reiterou que é o papel da CDH acionar todos os órgãos que tenham responsabilidade com direitos da população. Porém, lembrou que lamentavelmente em diversos casos de violação de direitos o Estado é principal violador: “esperamos que não seja mais um ato de violência cometido pelo próprio Estado”.

Por Danilo Souza e Hyarla Wanny

http://gilmarsantos.org