Notícias

Primeiro episódio da websérie “Mandinga na Beira do Rio”, que narra a história da Capoeira em Juazeiro, já está disponível na internet

“Mandinga na beira do rio” também será distribuída nas escolas municipais da cidade, em respeito a Lei 10.639, que a partir de 2003 tornou obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana em todas as escolas, mas que ainda é alvo de violações.

Foto: Divulgação

A trajetória da capoeiragem na cidade de Juazeiro-BA, das rodas de rua dos anos 60 até as configurações dos dias atuais, contada a partir das experiências e vivências dos mestres Butica, Marreta e Deca. Essa é a proposta da websérie “Mandinga na Beira do Rio”, que já está com seu primeiro episódio disponível no YouTube (https://bityli.com/yeTUb) e no Instagram do Projeto Malê (@projetomale), coletivo de educação artística nascido nas cidades ribeirinhas de Juazeiro-BA e Petrolina-PE.

“Nesse primeiro episódio, intitulado ‘Nascido na beira do rio’, trazemos a história de Mestre Butica, que dedicou parte de sua vida à capoeiragem. Ele conta sobre o início da sua trajetória na capoeira, por volta dos anos 60, como também da experiência em ter sido o primeiro mestre em Juazeiro”, conta Mayane Santos, jornalista juazeirense que assina a direção e o roteiro da websérie.

No segundo episódio – “No passo da avenida” -, Mestre Marreta fala da participação dos capoeiras no carnaval juazeirense e nos desfiles das escolas de samba, e sobre o preconceito. O processo de formalização da capoeiragem, com a inserção do movimento nas academias, é tema do episódio três, “A ‘evolução’ da capoeira”, com Mestre Deca. Por fim, os Mestres estarão reunidos em “A força dos antigos”, numa conversa sobre a atuação do poder público junto às culturas populares. Esses próximos episódios serão liberados, respectivamente, em 27, 29 e 31 de julho, sempre às 20h.

“Mandinga na beira do rio” nasceu em 2019, a partir de diálogos realizados juntos à mestres antigos do município. À época, o Projeto Malê produziu um episódio piloto sobre a história do Mestre Botica, apesar dos escassos recursos que o coletivo tinha disponível. A produção, que é inédita na região do Vale do São Francisco, visa também contribuir para o registro da memória da capoeira local, já que há uma escassez de conteúdos que registrem a historicidade do movimento.

“A oralidade se mantém presente, mas até hoje não existe nenhum material audiovisual dessas figuras e várias outras que a gente buscou pesquisar. Priorizamos a questão da idade e partimos então desses três personagens mais antigos. Com a Aldir Blanc vimos a possibilidade de dar esse ponta pé com esses três nomes, mas deixando abertura para contar outras tantas histórias oriundas desses três personagens”, contou João Borges, roteirista e responsável pela pesquisa histórica da capoeira em Juazeiro.

Produzida por meio de recursos do edital Prêmio de Cultura Lei Aldir Blanc – Culturas Identitárias, de Juazeiro-BA, a websérie “Mandinga na beira do rio”, além de estar disponível nas plataformas digitais, também será distribuída nas escolas municipais da cidade, em respeito a Lei 10.639, que a partir de 2003 tornou obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana em todas as escolas, mas que ainda é alvo de violações.

Foto: Divulgação

Projeto Malê

O Malê é um coletivo de educação artística, nascido nas cidades ribeirinhas de Juazeiro-BA e Petrolina-PE, e que tem, como orientação, os fundamentos da Capoeira Angola como meio de difusão do pensamento. Antes da pandemia da covid-19, o coletivo realizava treinos semanais pelos bairros periféricos de ambas as cidades e também no Arco da Ponte, estando no município de Juazeiro também com a única roda semanal de Capoeira Angola. O projeto age em conjunto com os núcleos, que desenvolvem atividades em suas respectivas áreas com o intuito de espalhar o corpo da Capoeira Angola nas periferias, estimulando-se com estudos da espiritualidade afro-brasileira e indígena como métodos de abordagem para o enfrentamento dos dilemas do dia a dia.

 

Por Thiago Santos

 

Notícias

Juazeiro registra 55 novos casos da Covid-19 nesta quarta-feira (19)

O município não registrou nenhum óbito por complicações da doença. Com isso, Juazeiro permanece com 257 mortes pela Covid-19.

Foto: Divulgação

Juazeiro registrou 55 novos casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas. A informação está no boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) desta quarta-feira (19).

De acordo com o levantamento, 14.344 moradores foram infectados desde o início da pandemia na cidade, dos quais 13.842 já estão recuperados. Os casos descartados somam 25.015. Juazeiro tem 245 casos ativos do novo coronavírus.

O município não registrou nenhum óbito por complicações da doença. Com isso, Juazeiro permanece com 257 mortes pela Covid-19.

Testes

Foram realizados desde o início da pandemia 32.790 testes rápidos pela prefeitura e 1.695 pelo Lacen, em Salvador.

Ocupação de leitos

Na rede hospitalar, o percentual de ocupação dos leitos para Juazeiro na rede PEBA (hospitais de Pernambuco e Bahia) é de 88%, com 27 leitos disponíveis. Somente em Juazeiro, 89% dos leitos de UTI para pacientes com Covid-19 estão ocupados, com 3 leitos disponíveis.

 

Texto: Amanda Franco – Assessora de Imprensa da Secretaria de Saúde

Notícias

Mercado do Produtor de Juazeiro divulga cotação desta sexta-feira

Os valores apresentados são obtidos através de pesquisa diária no mercado

Foto: Reprodução

O Mercado do Produtor de Juazeiro divulgou a cotação dos produtos comercializados no entreposto nesta sexta-feira (07). Os valores apresentados são obtidos através de pesquisa diária no mercado, que funciona de segunda a sexta-feira (das 2h às 22h) e aos sábados (das 2h às 17h) e aos domingos à partir das 21h.

O consumidor que for ao Ceasa ao longo do dia pode encontrar Beringela por R$ 35,00 a caixa com 14kg; Beterraba por R$ 60,00 o saco com 20kg; Cenoura por R$ 30,00 o saco com 20kg; Feijão Verde por R$ 4,00 o litro; Tomate 1ª por R$ 70,00 a caixa com 26kg; Manga Tommy 1ª por R$ 30,00 a caixa com 26kg e Uva Itália (1ª) por R$ 50,00 a caixa com 20. A cotação completa segue em anexo. Ascom.

COTAÇÃO 07-05-2021

 

 

Notícias

Juazeiro confirma 85 novos casos e dois óbitos por Covid-19 nesta terça-feira

Com estes novos registros, Juazeiro contabiliza 226 mortes provocadas pelo novo coronavírus.

Foto: Divulgação

Juazeiro registrou dois novos óbitos por complicações da Covid-19 e 85 casos novos da doença nas últimas 24 horas. A informação está no boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) desta terça-feira (20).

Faleceram por Covid-19 uma pessoa do sexo feminino e outra do sexo masculino, de 38 e 75 anos respectivamente. As mortes ocorreram em um hospital privado de Juazeiro. Não há relatos de histórico de comorbidades. Com estes novos registros, Juazeiro contabiliza 226 mortes provocadas pelo novo coronavírus.

De acordo com o levantamento, desde o início da pandemia, 12.985 moradores foram infectados na cidade, dos quais 12.396 já estão recuperados. Os casos descartados somam 23.630. Juazeiro possui 363 casos ativos do novo coronavírus.

Testes

Foram realizados desde o início da pandemia 31.752 testes rápidos pela prefeitura e 1.545 pelo Lacen, em Salvador.

Ocupação de leitos

Na rede hospitalar, o percentual de ocupação dos leitos para Juazeiro na rede PEBA (hospitais de Pernambuco e Bahia) é de 96%, com 9 leitos disponíveis. Somente em Juazeiro, 100% dos leitos de UTI para pacientes com Covid-19 estão ocupados, com nenhum leito disponível. Ascom.

 

 

Notícias

Racismo na publicidade: o caso de Juazeiro (BA)

Em uma live, que será realizado no dia 20 de abril, às 18h, a Frente Negra do Velho Chico e o Conselho Municipal de promoção da Igualdade Racial (Compir) de Juazeiro (BA) discutem essa questão.

A Publicidade, bem como outras linguagens da comunicação, tem sido palco de vários casos de racismo no Brasil, nas quais as pessoas negras são apresentadas em posições subalternas ou com uma imagem negativa. Estas peças têm sido sistematicamente denunciadas pelos movimentos negros.

Na live “Racismo na publicidade: o caso de Juazeiro (BA)”, que será realizado no dia 20 de abril, às 18h, a Frente Negra do Velho Chico e o Conselho Municipal de promoção da Igualdade Racial (Compir) de Juazeiro (BA) discutem essa questão. O tema central será a campanha lançada pela prefeitura municipal de Juazeiro (BA), no mês de março, em que traz pessoas negras, em particular uma mulher negra, com as seguintes legendas: irresponsabilidade, erro e culpa. A campanha foi apresentada em formatos para televisão, outdoor e mídias sociais, onde continua ativa.

Os movimentos negros locais denunciaram a peça e recorreram ao Ministério Público local solicitando providências, nos termos da lei. Para discutir o tema, as duas entidades convidaram especialistas das áreas da comunicação e do direito, Gabriela Sá, Bruna Rocha e André Santana, que trabalham com discussões raciais em suas pesquisas. Também convidamos a assessoria de comunicação da prefeitura de Juazeiro, mas a assessora Fernanda disse que “não conseguiria” participar. Segue abaixo um resumo dos currículos das/dos palestrantes:

Gabriela Barretto de Sá, professora do curso de Direito da UNEB (Campus III), onde coordena o Projeto de Extensão CAJUP Luiz Gama. Doutora em Direito na UnB, com período sanduíche na University of Pennsylvania. Mestra em Direito pela UFSC. Pesquisadora do Núcleo de Estudos em Cultura Júridica e Atlântico Negro (Maré/UnB) e do RHECADOS – Hierarquizações Raciais, Comunicação e Direitos Humanos (UNEB). Autora do livro “A negação da liberdade: direito e escravização ilegal no Brasil oitocentista (1835-1874)”.

Bruna Rocha, comunicadora de nascença e formação, jornalista e fundadora da plataforma Semiótica Antirracista, mestra e doutoranda em Comunicação e Culturas Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia, onde pesquisa a relação entre discurso, mediatização e acontecimento, a partir da cobertura do assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes. Assessora de Comunicação do Programa Corra pro Abraço, @buarrocha foi 1° lugar no Prêmio Afirmativa de Reportagem, diretora de Mulheres da UNE e secretária de Mulheres do Coletivo Enegrecer, coordenou o 7° Encontro de Mulheres Estudantes da UNE, em 2016.

André Santana, jornalista, doutorando em Linguagens e professor de Comunicação Uneb e Ucsal”, colunista do portal Uol e co-fundador do Instituto de Mídia Étinica e do portal de notícias Correio Nagô.

 

Frente Negra do Velho Chico

Conselho Municipal de promoção da Igualdade Racial (Compir) 

 

Notícias

Comunidades Quilombolas de Juazeiro serão vacinadas contra a covid-19

Essa conquista foi uma solicitação das líderes das comunidades quilombolas de Juazeiro, Alagadiço, Barrinha da Conceição e Rodeadouro, juntamente com o Conselho de Promoção da Igualdade Racial (COMPIR).

Registro da comunidade Quilombola do Alagadiço, durante uma oficina de crochê

Recebemos informações da presidente do Conselho de Promoção da Igualdade Racial de Juazeiro, BA, (COMPIR), Luana Rodrigues, dando conta de que após a realização de uma reunião do Conselho com a Senhora Renata, responsável pelo setor de imunização da Prefeitura de Juazeiro,  ficou decidido que a 1ª dose da vacina das populações quilombolas, nas próprias comunidades, começa nesta quinta-feira, 08, respeitando a decisão da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), direcionando 20% das doses da vacina que previne o COVID 19, de cada lote que chega ao município, até concluir a imunização dessas comunidades tradicionais.

A reunião foi solicitada pelas líderes das comunidades quilombolas de Juazeiro, Alagadiço, Barrinha da Conceição e Rodeadouro, juntamente com o Conselho de Promoção da Igualdade Racial e foi bastante positiva, visto que ao final já foi organizado um calendário de vacinação para as comunidades, sendo:

08/04, quinta-feira, comunidade do Alagadiço às 14h

09/04, sexta-feira, comunidade de Barrinha às 9h da manhã (com possibilidade de alteração)

12/04, segunda-feira comunidade do Rodeadouro às 14h

De acordo com a Prefeitura, nesse primeiro momento, nas três Comunidades serão imunizadas um total 220 pessoas.

Barrinha da Conceição vacinará toda a população acima de 18 anos (formando um total de 75 pessoas; havia vacinado 6 pessoas) agora serão vacinadas 69 pessoas;

Alagadiço, vacinará mais da metade (passou um total de 114 pessoas – haviam vacinado apenas duas pessoas) – vacinará 74 pessoas (restarão 38);

Rodeadouro – 80 pessoas (aguardando a lista completa de pessoas acima de 18 anos).

De acordo com a presidente do COMPIR, no mês de fevereiro o Conselho encaminhou para a Prefeitura de Juazeiro, ofício solicitando a imunização das Comunidades Quilombolas, e que não obtiveram resposta. Em março tiveram reunião com o Secretário da SEDES (em que colocaram a pauta da imunização) e este encaminhou a demanda para o Secretário de Saúde, que fez contato com as Comunidades Quilombolas, através do setor responsável.

A reunião de hoje aconteceu com o intuito de acertar caminhos e seguir normas e decretos que regem a vacinação para públicos prioritários no que tange a imunização do COVID 19.   

Agora no mês de abril, efetivamente, as comunidades serão atendidas. A vacinação acontecendo in loco, aplicando a 1ª dose em um quantitativo maior de pessoas.

“A Nossa Preocupação se relaciona com a extrema vulnerabilidade desses solos tradicionais, historicamente alijados dos direitos básicos, inclusive a água trada, saneamento e o acesso à saúde. Negligências de direitos que nesse momento de pandemia, agrava muito a exposição dessas pessoas ao vírus e a morte, como consequência do contágio, das inúmeras morbidades que atingem principalmente a população negra e do colapso do SUS”, afirmou Luana Rodrigues.

 

Notícias

A fome tem pressa!

Doe alimentos! Uma campanha da Frente Negra do Velho Chico nas cidades de Petrolina, PE e Juazeiro, BA

A Frente Negra do Velho Chico chama você para ajudar a matar a fome de quem precisa. A situação do país é crítica e negras e negros são as maiores vítimas da Covid-19.

Estamos solicitando a doação de alimentos não perecíveis e produtos de limpeza e proteção – tais como sabão, álcool em gel 70%, desinfetantes, água sanitária, MÁSCARAS entre outros.

Vamos distribuir em bairros com alta concentração de população negra vulnerável; em casas e terreiros vinculados às religiões de matriz africana; em comunidades quilombolas e para a população carcerária das cidades de Petrolina e Juazeiro.

A pandemia revela desigualdades

Uma pesquisa divulgada pelo jornal Folha de São Paulo, no dia 19 de março, mostrou que enquanto entre brancos as mortes subiram 11,5%, entre negros o salto foi de 25%, no Estado de São Paulo. No Brasil todo os negros também foram as maiores vítimas.

Precisamos agir. É a população negra quem vive nas periferias das cidades, que enfrenta péssimas condições de saneamento básico e moradias precárias e cheias! E ao mesmo tempo, ao lado de outros grupos da população, é quem pega ônibus cheio todos os dias para trabalhar como domésticas, operários da construção civil, motoristas, enfermeiras, vendedores ambulantes, entregadores….É quem está nas ruas exposta à doença!!! 

A Frente Negra do Velho Chico chama você para essa luta URGENTE! Nosso povo negro precisa viver!

VAMOS CUIDAR UM DO OUTRO.

ESTAMOS POR NOSSA PRÓPRIA CONTA!

FIQUE EM CASA!!! NÃO ACREDITE EM QUEM QUER LHE EXPOR A MORTE!

ONDE E COMO DOAR

Na associação de Mulheres Rendeiras, em Petrolina. Avenida Francisco Coelho Amorim, José e Maria. Das 8 ás 12. Telefone – (87) 98819-8183

Faça a doação online!!! vakinha.com.br, código é 1013357

Notícias

Juazeiro registra dois óbitos e 61 novos casos da Covid-19 neste sábado

O levantamento mostra que 11.285 moradores foram infectados desde o início da pandemia na cidade, dos quais 10.306 já estão recuperados. Os casos descartados somam 21.777. Juazeiro tem 778 casos ativos do novo coronavírus.

Juazeiro registrou dois óbitos por complicações da Covid-19 e 61 novos casos da doença nas últimas 24 horas. A informação está no boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde deste sábado (27).

O levantamento mostra que 11.285 moradores foram infectados desde o início da pandemia na cidade, dos quais 10.306 já estão recuperados. Os casos descartados somam 21.777. Juazeiro tem 778 casos ativos do novo coronavírus.

Os óbitos registrados no boletim deste sábado são de um homem, de 67 anos, e de uma mulher, de 69 anos, ambos com comorbidades. As mortes ocorreram num hospital particular de Juazeiro. Com isso, o município contabiliza o total de 201 mortes pela Covid-19.

Foram realizados desde o início da pandemia 29.326 testes rápidos pela prefeitura e 1.442 pelo Lacen, em Salvador.

Ocupação de leitos

Dos internados regulados somente pela rede municipal, houve alteração nas últimas 24 horas. Na rede hospitalar, o percentual de ocupação dos leitos para Juazeiro na rede PEBA (hospitais de Pernambuco e Bahia) é de 89%, com 20 leitos disponíveis. Somente em Juazeiro, 100% dos leitos para pacientes com Covid-19 estão ocupados.

Imunização

A Prefeitura de Juazeiro recebeu até agora, 17.508 doses de vacina contra o coronavírus. Aplicou 16.474, o que representa 94,09% do total.

Para a segunda dose, foram recebidas 5.180, e aplicadas 3.867 doses, o que representa  74,65%.

A Secretaria de Saúde do Município está contabilizando a vacinação do plantão deste sábado, que imunizou em primeira dose idosos acima de 67 anos na cidade e idosos acima de 65 anos em 14 postos montados na zona rural.

Por Maria Lima – Assessora de Imprensa da Secretaria de Saúde

Notícias

Hospital Regional de Juazeiro abre processo seletivo para ocupação de novas vagas de emprego

Os interessados devem enviar o currículo anexado em formato PDF através do endereço curriculo.hrj@irmadulce.org.br até o dia 03 de março (quarta-feira)

Foto: Reprodução

O Hospital Regional de Juazeiro abriu, nesta segunda-feira (1º), processo seletivo para ocupação de novas vagas de emprego para nutricionista, copeiro e auxiliar de serviços gerais. Os interessados devem enviar o currículo anexado em formato PDF através do endereço curriculo.hrj@irmadulce.org.br até o dia 03 de março (quarta-feira). No assunto do e-mail, deve ser informado o nome de vaga a ser inscrita.

Para a vaga de nutricionista, podem participar da seleção candidatos que possuam ensino superior completo em Nutrição e registro no Conselho de Classe da Bahia. Além disso, é desejável ter experiência na área hospitalar. A carga horária é de 36h semanais.

Já o cargo de copeiro (a) exige ensino médio completo, experiência em copa hospitalar dietista e lactarista e disponibilidade para plantões diurnos e noturnos. A carga horária é de 44h semanais.

A vaga de auxiliar de serviços gerais, por sua vez, exige ensino médio completo, sendo desejável experiência na área de limpeza hospitalar. A carga horária é de 44h semanais. Ascom.

 

 

 

Notícias

Mercado do Produtor de Juazeiro divulga cotação desta quarta-feira

Os valores apresentados são obtidos através de pesquisa diária no mercado, que funciona de segunda a sexta-feira (das 2h às 22h) e aos sábados (das 2h às 17h) e aos domingos à partir das 22h.

Foto: Reprodução

O Mercado do Produtor de Juazeiro divulgou a cotação dos produtos comercializados no entreposto nesta quarta-feira (03). Os valores apresentados são obtidos através de pesquisa diária no mercado, que funciona de segunda a sexta-feira (das 2h às 22h) e aos sábados (das 2h às 17h) e aos domingos à partir das 22h.

O consumidor que for ao Ceasa ao longo do dia pode encontrar Aipim/Macaxeira por R$ 45,00 a Caixa com 25 kg;  Feijão Verde por R$ 7,00 o  Litro; Tomate por R$ 70,00 a caixa com 26 kg; Goiaba por R$ 35,00 a caixa com 20 kg; Maracujá por R$ 37,50 a caixa com 16 kg; Laranja por R$ 25,00 o Cento. A cotação completa segue em anexo.

COTAÇÃO 03-02-21

Por Welington Alves – Assessor de Imprensa da AMA