Notícias

Brasil ultrapassa 131 mil óbitos em decorrência do coronavírus

País é o segundo do mundo em número de mortes, fica atrás apenas dos Estados Unidos

Os Estados Unidos concentram o maior número de mortes: são 193.483 mil, seguido do Brasil com mais de 131 mil pessoas mortas e a Índia com 77.742 mil. – Alejandra De Lucca V. / Minsal 2020

O Brasil segue como o segundo país com maior registros de mortes em decorrência do vírus no mundo. Segundo dados da Universidade Johns Hopkins (Estados Unidos), em todo o planeta, o número de óbitos somam 917.183 milhões.

Em números absolutos, os Estados Unidos concentram a maior parte dos casos de mortes: são 193.483 mil, seguido do Brasil com mais de 131 mil pessoas mortas e a Índia com 77.742 mil.

Quanto ao número de contaminados, a Índia supera o Brasil. Os números são: Estados Unidos com 6.474.487 milhões, Índia com 4.659.984 milhões e o Brasil com 4.315.687 milhões.

São Paulo de aproxima de 900 mil casos

Desde o registro do primeiro caso, o estado de São Paulo segue registrando o maior número de casos e óbitos. Até este sábado, são 890.690 mil casos confirmados e 32.567 óbitos.

São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Pernambuco são os estados com maior número de casos e óbitos. Respectivamente, são mais de 890 mil, 240 mil, 227 mil e 136 mil casos confirmados. E mais de 32 mil, 16 mil, 8 mil e 7 mil óbitos.

Os dados apontam uma queda no número de mortes nos últimos dias com em relação à períodos anteriores, no entanto, as estatísticas mostram ainda que as taxas de transmissão voltaram a crescer no país.

https://www.brasildefato.com.br/

Notícias

Com 1,2 mil mortes em 24h, Brasil ultrapassa 111 mil óbitos causados pela covid-19

País já registrou 3,4 milhões de casos, 49 mil só nas últimas 24h

Nesta quarta-feira (19), o Brasil alcançou a marca de 111.100 mortos por covid-19, causada pelo novo coronavírus. Nas 24h anteriores, foram registradas 1.212 vítimas fatais da doença, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS).

Entre terça e quarta surgiram 49.298 casos de covid-19 registrados pelo país. Desde o início da pandemia o Brasil já somou 3.456.652 casos oficiais.

O que é o novo coronavírus?

Trata-se de uma extensa família de vírus causadores de doenças tanto em animais como em humanos. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), em humanos, os vários tipos de vírus podem provocar infecções respiratórias que vão de resfriados comuns, como a síndrome respiratório do Oriente Médio (MERS), a crises mais graves, como a Síndrome Respiratória Aguda severa (SRAS). O coronavírus descoberto mais recentemente causa a doença covid-19.

Como ajudar quem precisa?

A campanha “Vamos precisar de todo mundo” é uma ação de solidariedade articulada pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. A plataforma foi criada para ajudar pessoas impactadas pela pandemia da covid-19. De acordo com os organizadores, o objetivo é dar visibilidade e fortalecer as iniciativas populares de cooperação.

https://www.brasildefato.com.br/

 

Notícias

Brasil chega a 100 mil mortos por covid-19, segundo dados de consórcio da imprensa

País tem 6,5% dos casos e 7,2% dos óbitos de todo o planeta, apesar de possuir apenas 2,7% da população mundial

Micrografia eletrônica de transmissão de partículas do vírus covid-19 isoladas de um paciente – Imagem capturada no NIAID Integrated Research Facility (IRF), em Maryland, nos EUA – NIAID

O Brasil chegou, na tarde deste sábado (8), à marca dos mais de 100 mil mortos por coronavírus, segundo dados compilados pelo consórcio de imprensa que reúne os veículos Folha de São Paulo, O Globo, G1, O Estado de S. Paulo, Extra e UOL. Foram 538 novos óbitos desde a sexta-feira (7) até às 13h30min deste sábado, o que faz com que o montante de vítimas fatais seja de 100.240 pessoas.  O resultado vem quase cinco meses após a primeira morte ocasionada pela covid-19 no país, em 12 de março. 

O total de pessoas contaminadas pelo vírus agora já se aproxima dos 3 milhões, com 2.988.796 casos notificados. Assim, o país tem 6,5% dos casos confirmados e 7,2% dos óbitos de todo o planeta, apesar de possuir apenas 2,7% da população mundial. 

O boletim do Ministério da Saúde deste sábado, que também deve confirmar a marca de mais de 100 mil mortos, ainda não foi divulgado.

https://www.brasildefato.com.br/

Notícias

Domingo marcado por protesto de médicos

O ato em Petrolina foi organizado pela Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares, mas contou com a participação de representantes de outras categorias como farmácia e enfermagem.

Foto: Lucas Cardim

Um grupo de profissionais de saúde realizou neste último domingo, dia 21/06, um ato simbólico em homenagem e memória aos profissionais de saúde mortos por Covid-19 até o momento no país. Além disso, o ato também representou um protesto pela triste marca atingida de 50 mil mortes no Brasil.

Até o ultimo dia 17, levantamento do Sindicato dos Médicos de São Paulo já apontava para o número de 139 mortes de profissionais desta área, assim como a morte entre profissionais de enfermagem já ultrapassava a marca de 190.

O ato em Petrolina foi organizado pela Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares, mas contou com a participação de representantes de outras categorias como farmácia e enfermagem.

Para o médico Pedro Carvalho Diniz, que trabalha em UTI e é membro da Rede, os atos foram um marco importante: “infelizmente atingimos esta marca de 50 mil mortes no país. E o mais triste de tudo é saber que muitas destas mortes poderiam ser evitadas, porém a inoperância do governo federal é gritante.”

Foto: Lucas Cardim

Para a médica de família Gabriela Barros, é preciso garantir mais a segurança doa profissionais que estão na linha de frente: “estamos na linha de frente neste enfrentamento. Quantos mais morrerão enquanto o governo federal segue apontando soluções ineficazes, como esta cloroquina”.

Atos também foram realizados em mais de 30 cidades pelo país em ação conjunta entre a Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares, a Associação Brasileira de Médicas e Médicos pela Democracia e mais outras 22 entidades nacionais.

Mais informações podem ser obtidas em http://medicospopulares.org/

 

Notícias

Covid-19: Petrolina registra 556 casos confirmados e 19 mortes

Confira a lista atualizada de bairros com casos confirmados da covid-19 na cidade

A Prefeitura de Petrolina atendeu mais 1.209 pessoas por meio de testagens rápidas para detectar a covid-19. Desse total, 18 deram positivos para o novo coronavírus: 16 mulheres com idades entre 11 e 53 anos, e 2 homens de 30 e 54 anos. Os dados estão no boletim deste sábado (20), que ainda traz 2 resultados positivos de exames analisados pelo Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE) e 2 por laboratório particular. Os pacientes são 2 mulheres de 28 e 83 anos e 2 homens de 21 e 93 anos.

Com esses 22 novos positivados, Petrolina chegou ao total de 556 casos do novo coronavírus. São 418 confirmações por testes rápidos da prefeitura e 138 casos diagnosticados através de exames laboratoriais. As curas clínicas somam 182.

Petrolina tem mais três óbitos por covid-19, sendo que dois ocorreram neste sábado no Hospital Universitário (HU): homens de 54 e 67 anos (com doenças crônicas). O terceiro óbito ocorreu em Salgueiro-PE, no último dia 17, mas a 8ª Gerência Regional de Saúde (GERES) só encaminhou a declaração de óbito (DO) hoje e o paciente, de 33 anos (também com doença crônica), estava registrado como residente em Petrolina. Com isso, o total de óbitos subiu para dezenove. Também neste sábado, Petrolina notificou um óbito como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). O paciente tinha 66 anos e estava internado no HU.  Foi coletado o material biológico e enviado para o Lacen-PE.  A prefeitura aguarda o resultado para confirmar o tipo de síndrome respiratória.

SRAG

O boletim com casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) mostra que são 115 casos em investigação e 30 já foram descartados. Confirmados somam 9 casos, além de um óbito.

Internamentos

Confira a taxa de ocupação dos leitos para a covid-19 na rede pública e privada de Petrolina. Taxa de ocupação de leitos 20 de junho 2020 (1)

Bairros

Os dados deste sábado mostram um aumento no número de bairros e comunidades com casos confirmados da covid-19, pulando de 79 para 85 localidades. O bairro Areia Branca concentra o maior número: 33 casos. Na sequência aparecem o Centro e a Vila Mocó, com 30 e 25 casos, respectivamente. Vale destacar que, a lista segue faltando 14 bairros que não foi possível fazer a contabilização devido ao grande fluxo.

Confira a lista completa:

BAIRRO | QUANTIDADE DE CASOS

Agrovila Massangano:            02

Alto da Boa Vista:       02

Alto do Cocar: 08

Antônio Cassimiro:     13

Areia Branca:  33

Atrás da Banca:         11

C-3:     02

Caminho do Sol:        07

Carneiros:       01

Caroá: 01

Centro:            30

Cidade Universitária:  10

Cohab Massangano:  20

Cohab São Francisco:           01

Cohab VI:        15

Colina Imperial:          01

Cosme e Damião:      04

Dom Avelar:    10

Estrada da Tapera:    02

Estrada das Pedrinhas:         02

Fernando Idalino:        04

Gercino Coelho:         18

Henrique Leite:           06

Ipsep 1:           01

Ipsep 2:           01

Izacolândia:    01

Jardim Amazonas:     10

Jardim Guararapes:   13

Jardim Maravilha:       05

Jardim Petrópolis:      04

Jardim São Paulo:      08

Jatobá:            11

João de Deus:           16

Jose e Maria:  17

Km 2:  02

KM 25: 03

Loteamento Bela Vista:          02

Loteamento Recife:    09

Mandacaru:     09

Maria Auxiliadora:       13

Monsenhor Bernardino:         02

N-10:   03

N-11:   02

N-3:     03

N-4:     03

N-5:     03

N-7:     01

N-8      07

N-9:     01

Nova Descoberta:      02

Nova Petrolina:           04

Nova Vida:      01

Orla:    04

Ouro Preto:     09

Padre Cícero: 05

Padre José De Castro:          01

Parque Bandeirantes:            01

Parque Massangano: 04

Parque São Gonçalo: 02

Parque São Paulo:     01

Pedra do Bode:          05

Pedra Linda:   05

Pedrinhas:      02

Pedro Raimundo:       03

Portal da Cidade:       01

Quati 1:           03

Quati 2:           05

Rajada:           10

Rio Corrente:  03

Rio Jordão:     05

Santa Luzia:   03

São Gonçalo:  08

São Joaquim: 02

São Jorge:      05

São José:       09

Terras do Sul: 03

Vale Dourado: 06

Vila 12:            02

Vila Eduardo:  18

Vila Esperança:          02

Vila Eulália:     15

Vila Marcela:   08

Vila Mocó:       25

Vila Vitória:      01

Vivendas: 06

Total de casos:          542

Por Duda Oliveira – Assessor de Comunicação da Secretaria de Saúde de Petrolina

Notícias

Petrolina: 50 cruzes serão afixadas em memória aos mortos por covid-19 em ato de profissionais da saúde

O ato, que acontecerá no Ponto das Barquinhas, na orla da cidade, fará uma homenagem aos mortos da saúde e fará referência à triste marca total de 50 mil mortes

O ato, que acontecerá no Ponto das Barquinhas, na orla de Petrolina, fará uma homenagem a todos os profissionais de saúde mortos pela doença no país, assim como também fará uma referência à triste marca de 50 mil mortes atingidas neste fim de semana

No ato serão afixadas cruzes para cada mil mortes pela pandemia, além de faixas rendendo homenagens aos profissionais de saúde.

A Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares, organizadora do ato, alerta para o fato de que se trata de um ato simbólico que respeitará a todas as orientações sanitárias previstas para o atual momento, como distanciamento entre os participantes e uso contínuo de equipamentos de proteção individual, como máscaras.

Além de Petrolina, acontecem atos também em outras cidades de Pernambuco, como Caruaru e Recife, e dezenas de outras cidades no Brasil.

Mortes de profissionais

O Brasil é, provavelmente, o país com mais mortes de profissionais de saúde do planeta, com número que apontam para mais de 139 médicos e médicas mortos por Covid-19, e 190 enfermeiros e enfermeiras. Fora as subnotificações, que jogam pra baixo um número que deve ser maior ainda.

50 mil mortes e 1 milhão de casos

Neste fim de semana também chegamos à marca de 50 mil mortes no Brasil para 1 milhão de casos. Tais números explicam porque o Brasil é considerado atualmente como epicentro da pandemia em todo o mundo.

Ato simbólico em homenagem aos profissionais mortos por Covid-19 no Brasil e às 50 mil mortes até o momento
Dia: 21/06
Hora: 10h
Local: Ponto das Barquinhas na orla de Petrolina
 
Contato: (87) 9.8847.9194 / (74)9.9113.0304
 
 
 
Informações da Ascom
Notícias

Mesmo com subnotificação, Brasil passa 1 milhão de casos confirmados de Covid-19

Segundo país a passar a marca tem uma das taxas de testagem mais baixas do mundo

Enterros sem velório se tornaram rotina no país (Ullisses Campbell/Twitter)

O Brasil tornou-se nesta sexta-feira (19), o segundo país do mundo a superar a marca de 1 milhão de casos da covid-19. Antes, os Estados Unidos já tinham chegado a este número, no dia 28 de abril. Atualmente, são 2,1 milhões de casos nos Estados Unidos e 1.009.699 no Brasil, segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa brasileiros.

No entanto, é praticamente consenso entre especialistas de que o número real de infectados e de mortes é bem maior. Não se sabe exatamente a dimensão, já que a baixa testagem – uma das mais baixas do mundo – e as pesquisas são insuficientes. A maior pesquisa por amostragem feita no Brasil, conduzida pela Universidade Federal de Pelotas (RS), em 133 municípios, mostrou que o número de infectados era de 2,6%, o que faria com que o número real fosse, proporcionalmente, de cerca de 6 milhões de infectados.

O primeiro milhão de infectados pelo coronavírus no Brasil acontece 35 dias depois que Nelson Teich deixou o cargo de ministro da Saúde, hoje ocupado interinamente por Eduardo Pazuello. O Brasil é o segundo país com mais casos da Covid-19 e também o segundo com mais vítimas fatais da doença, com 48.427 vidas perdidas.

São Paulo continua sendo o estado mais afetado do país, com 211.658 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, o estado registrou mais 386 mortes por Covid-19 e, desde terça-feira (16), vem registrando mais de 300 mortes por dia, o que não havia ocorrido com tanta frequência desde o início da pandemia. Com isso, São Paulo chegou agora ao total de 12.232 óbitos provocados pela Covid-19. O número de pessoas curadas é de 36.280 e a taxa de ocupação de leitos de UTIs no estado é de 66,5%. Na Grande São Paulo, o percentual está em 70,5%.

Brasil e Estados Unidos estão longe de terem seus números alcançados por outros países. Na compilação de dados feita pela universidade americana Johns Hopkins, a Rússia, em terceiro lugar no número casos, conta até o momento 568 mil casos, seguida da Índia, com 380 mil.

Dimensão global

Mais de 8,5 milhões de pessoas em todo o mundo foram contaminadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, segundo dados compilados pela universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos. Em primeiro no ranking, os norte-americanos já acumulam quase 2,2 milhões de infectados. Nesta sexta-feira (19) a prefeita da capital Washington, Muriel Bowser, decidiu levar adiante o plano de retomada do Distrito de Columbia (D.C.), que agora irá para a fase 2 da reabertura, com restaurantes e lojas podendo funcionar com metade de sua capacidade total. Possível novo epicentro da pandemia nos EUA, a Flórida reportou um acréscimo de mais 3.822 infectados, novo recorde em casos diários no estado.

A Índia também apresentou seu novo recorde de contaminações em um único dia, com 13.586 casos registrados nesta sexta-feira. O país ainda contou mais 336 mortes pela Covid-19. Ao todo, a Índia contabilizou 380.531 casos durante a pandemia, incluindo 12.573 óbitos. O primeiro-ministro indiano, Navendra Modi, incentivou a prática de yoga como um “escudo protetor” contra a Covid-19. Logo acima da Índia no número de casos, a Rússia chegou a 569.063 casos após confirmar mais 7.972 novas infecções nas últimas 24 horas. Ao todo, o país registrou 7.841 mortes causadas pelo coronavírus.

O número de novos casos registrados nesta sexta-feira (19) no Reino Unido ultrapassou a taxa de ontem, de 1.218 casos. Nesta sexta-feira, mais 1.346 britânicos contraíram o Sars-Cov-2, segundo os dados oficiais do governo. Apesar do pequeno aumento, o primeiro-ministro Boris Johnson resolveu reduzir o nível de alerta da pandemia no Reino Unido de 4 para 3. Na perspectiva do Centro Conjunto de Biossegurança britânico, isso significa que a ameaça da doença passou do patamar de “a transmissão é alta ou está aumentando exponencialmente” para “a epidemia está em circulação geral”. Ao todo, o governo do Reino Unido já contabilizou 301.815 casos e 42.461 óbitos por covid-19.

O veículo estatal chinês, China News Service informou que uma possível vacina do país só deve ficar pronta e ser liberada para ser comercializada a partir de 2021. A razão, segundo disseram pessoas ligadas à produção das vacinas, é a dificuldade em realizar testes clínicos em larga escala com humanos. “A vacina não deve chegar ao mercado até pelo menos o ano que vem, com base nos planos atuais”, afirmou Zhang Yutao, vice-presidente da China National Biotec Group, uma das empresas que produzem potenciais vacina na China. Nesta sexta, o país teve 32 novos casos de coronavírus, sendo 25 na capital Pequim, que agora conta 183 infectados relacionados ao surto do mercado de Xinfadi.

Agência Estado/Reuters/Dom Total

Brasil, casos, coronavírus, infectados, mundo

https://domtotal.com/

Uncategorized

Brasil ultrapassa 40 mil mortes por coronavírus

Levantamento feito com base nos dados de secretárias estaduais de saúde, compilados por Globo, Folha e Estadão, registra 40.276 mortes pela Covid-19. Nesta sexta-feira (12), Brasil deve superar Reino Unido e ficar apenas atrás dos EUA em vítimas da doença

Cemitério do Bonfim, em Belo Horizonte (Foto Adão de Souza/PBH)

O Brasil ultrapassou na tarde desta quinta-feira (11) a triste marca de 40 mil mortos pelo coronavírus. Segundo levantamento com base nos nos dados das secretárias estaduais de saúde, compilados pelo consórcio realizado entre Globo, Folha e Estadão, às 13h o país registrou 40.276 mortes e 1878.489 casos confirmados de Covid-19.

Com o maior número de mortes diárias pela doença no mundo, o Brasil deve ultrapassar nesta sexta-feira (12) o número de mortes no Reino Unido – que contabiliza 41.364 mortes -, ficando assim apenas atrás dos Estados Unidos, que já tem 113.168 vítimas fatais do coronavírus.

Pela manhã, o instituto de métrica da Universidade de Washington (IHME), uma das principais fontes utilizadas pela Casa Branca para monitorar os dados sobre coronavírus pelo mundo, afirmou que o Brasil deve se tornar epicentro da doença no dia 29 de julho. Nesse dia, o Brasil teria 137,5 mil mortos e os EUA, 137 mil.

De acordo com a projeção, e caso o país não mude sua estratégia de combate à doença, seriam quase 4,4 mil mortes apenas no dia 29 de julho – o dobro do recorde atual, que é de 2.262 nos EUA.

Para atingir a projeção, o número atual de mortes no Brasil precisaria quase quadruplicar nos próximos 50 dias. No entanto, um avanço desse tipo já ocorreu no Brasil: haviam 10 mil mortes registradas em 9 de março e 38 mil em 9 de junho.

https://revistaforum.com.br/

 

Notícias

Juazeiro registra mais uma morte e três novos casos da COVID 19

O óbito trata-se de uma pessoa do sexo masculino, 75 anos, era hipertenso e diabético, deu entrada no Hospital Regional de Juazeiro vindo a óbito no mesmo dia (27/05). Foi coletado material sorológico para análise laboratorial e o resultado foi positivo para a COVID 19.  Com esta confirmação, sobe para cinco o número de óbitos pela doença em Juazeiro

A Secretaria da Saúde de Juazeiro lamenta informar a confirmação no boletim desta segunda-feira (01/06) de mais um óbito de paciente que testou positivo para o novo coronavírus. O mesmo é do sexo masculino, 75 anos, era hipertenso e diabético, deu entrada no Hospital Regional de Juazeiro vindo a óbito no mesmo dia (27/05). Foi coletado material sorológico para análise laboratorial e o resultado foi positivo para a COVID 19.  Com esta confirmação, sobe para cinco o número de óbitos pela doença em Juazeiro.

Os outros dois pacientes positivos para a COVID 19 são: um do sexo masculino de 51 anos e profissional de saúde e outra é do sexo feminino, 16 anos. Um resultado foi por teste rápido e outro pelo LACEN de Salvador.  Ambos estão em isolamento domiciliar, não apresentam gravidade e estão sendo acompanhados pelas equipes de saúde do município. Com estas três confirmações, sobe para 79 o número de pessoas diagnosticadas com a doença. O município registra ainda 39 recuperações, ou seja, pacientes que estão com cura clínica.

A SESAU informa ainda que tem atualmente 695 notificações e, destas, 487 já estão descartadas por testarem negativo para a doença, outras 129 estão aguardando resultado ou realização de coleta. Dos 79 casos confirmados, 44 são do sexo feminino, 35 do sexo masculino e deste quantitativo total, 30 são profissionais de saúde.

Para o H1N1 não há alteração nos dados, permanecem as 73 notificações com confirmação de 18 casos, incluindo dois óbitos. Os demais pacientes positivos para H1N1 estão em seus domicílios e sem gravidade, uma vez que existe tratamento para a enfermidade. Estão em investigação 28 exames e outros 27 já foram descartados.

A secretaria permanece testando e monitorando pacientes de acordo com as diretrizes e normas técnicas do Governo do Estado da Bahia e do Ministério da Saúde, por isto o aumento considerável nas notificações para a doença. Qualquer dúvida referente à COVID 19 a população pode tirar através do WhatsApp (74) 99819- 3089 em horário comercial e dias úteis de segunda a sexta-feira.

Por Débora Sousa/SESAU

 

Uncategorized

Covid-19: Casos de pessoas infectadas sobe para 205 em Petrolina

Nesta segunda-feira (25), a prefeitura realizou 193 testes rápidos; destes, 11 deram positivos. São 6 mulheres com idades entre 18 e 63 anos 5 homens entre 21 e 55 anos.

Petrolina tem 13 novos casos da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Nesta segunda-feira (25), a prefeitura realizou 193 testes rápidos; destes, 11 deram positivos. São 6 mulheres com idades entre 18 e 63 anos 5 homens entre 21 e 55 anos. O Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE) também enviou dois resultados positivos. Os pacientes são dois idosos – um homem de 82 anos e uma mulher de 70 – que estão internados no Recife. A idosa faz tratamento oncológico, mas o tipo de comorbidade que o idoso tem não foi detalhado pela Vigilância em Saúde do Estado.

Com esses 13 novos casos, o número total de pessoas infectadas na cidade subiu para 205. São 151 casos confirmados através de testes rápidos feitos pela prefeitura e 54 diagnosticados através de exame laboratorial. As curas clínicas são 68, com seis óbitos registrados.

Petrolina registrou nesta segunda a morte de uma idosa de 71 anos. Ela deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com sintomas respiratórios e faleceu logo depois. A paciente foi notificada como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Foi coletado o material biológico e enviado para o laboratório do governo do estado.  A prefeitura aguarda o resultado para confirmar o tipo de síndrome respiratória.

SRAG

O boletim com casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) aponta que são 59 casos em investigação e 30 já foram descartados. Confirmados somam 9 casos, além de 1 óbito.

Por Duda Oliveira – Assessor de Comunicação da Secretaria de Saúde de Petrolina