Notícias

IF Sertão-PE lança chamada pública para celebração de convênios

Os segmentos de atuação que podem ser conveniados são: Alimentação, Conveniência, Hotelaria, Entretenimento, Farmácia, Vestuário, Turismo, Transporte, Educação, Saúde, Beleza, Lazer, Cultura, Esporte, Derivados de Petróleo, entre outros.

Foto: Divulgação

O Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) lançou uma chamada pública que estabelece as normas para celebração de convênios, sem ônus para a Administração Pública, junto a pessoas jurídicas e microempreendedores individuais. Os segmentos de atuação que podem ser conveniados são: Alimentação, Conveniência, Hotelaria, Entretenimento, Farmácia, Vestuário, Turismo, Transporte, Educação, Saúde, Beleza, Lazer, Cultura, Esporte, Derivados de Petróleo, entre outros.

O objetivo do convênio é conceder descontos integrais e/ou parciais dos produtos e/ou serviços para servidores do IF Sertão-PE, ativos e inativos, independente da unidade de lotação, bem como aos respectivos cônjuges e seus descendentes. Para isso, as empresas interessadas podem se inscrever a qualquer momento, em processo de fluxo contínuo e com prazo de validade de cinco anos, por meio da ficha de Inscrição e de uma carta de intenções, a ser enviada para o e-mail: csaudeqv@ifsertao-pe.edu.br junto com os documentos relacionados no edital.

Os resultados serão comunicados diretamente às partes interessadas, no prazo de até dez dias úteis a contar da data de recebimento das propostas. Após a comunicação, a parte interessada terá até dez dias úteis para assinatura do convênio. Entre as contrapartidas do IF Sertão-PE, estão a ampla divulgação junto aos servidores sobre os convênios firmados e a possibilidade de as empresas terem acesso às instalações do Instituto para a divulgação de produtos e/ou serviços da instituição conveniada.

Mais informações em https://www.ifsertao-pe.edu.br. Ascom.

Notícias

IF Sertão-PE realiza chamada pública para aquisição de alimentos da agricultura familiar

Os interessados devem apresentar a documentação para habilitação e Proposta de Venda entre os dias 17 e 28 de julho, até às 16h, na Coordenação de Compras e Vendas do campus Petrolina Zona Rural do IF Sertão-PE.

O Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) divulgou, nesta terça-feira (11), a Chamada Pública nº 01/2017, sob a modalidade Compra Institucional com dispensa de licitação para aquisição de alimentos produzidos pela Agricultura Familiar para os campi Petrolina e Petrolina Zona Rural. Podem participar agricultores familiares e demais beneficiários que se enquadrem nas disposições da Lei n.º 11.326/2006.

Os interessados devem apresentar a documentação para habilitação e Proposta de Venda entre os dias 17 e 28 de julho, até às 16h, na Coordenação de Compras e Vendas do campus Petrolina Zona Rural do IF Sertão-PE. Caso desejem concorrer aos dois campi, os proponentes deverão apresentar projetos de vendas distintos para cada campus no mesmo envelope, preenchendo detalhadamente a identificação da unidade executora, conforme os modelos constantes no anexo III do edital.

As propostas devem conter o preço unitário e total com a descrição detalhada de cada produto ofertado. Os preços obrigatoriamente têm de ser os mesmos descritos no edital, pois não haverá disputa de lances. O critério de julgamento será a priorização dos agricultores familiares do município de Petrolina; comunidades tradicionais, quilombolas ou indígenas; assentamentos da reforma agrária; grupos de mulheres; e produção agroecológica ou orgânica.

A divulgação do resultado da habilitação está prevista para o dia 4 de agosto e a execução do contrato inicia no dia 14 do mesmo mês. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail compras.ifsertaozonarural@gmail.com ou pelo telefone (87) 2101-8089, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Mais informações em http://www.ifsertao-pe.edu.br/.

Edital de Chamada Pública Nº 01-2017 – Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar

 

Por Luis Osete Ribeiro Carvalho

Notícias

Agricultores familiares de Santa Filomena vencem chamada pública

Eles irão fornecer gêneros alimentícios para escolas da rede pública municipal.

NEPS 1Agricultores familiares e empresários de Santa Filomena, no Sertão do Araripe, deram um importante passo para fortalecimento da economia local. Pela primeira vez, os pequenos negócios da cidade irão fornecer gêneros alimentícios às escolas da rede pública municipal.

Dezesseis agricultores familiares apresentaram projetos e venceram a chamada pública promovida pela Prefeitura da cidade para fornecer doce de leite, farinha de mandioca, pimentão, alface, beterraba, ovos, entre outros produtos. O resultado da chamada foi divulgado na última quinta-feira (28). Os contratos totalizaram R$ 79.963,00. Os gêneros convencionais serão comercializados por duas empresas, sendo que uma das vencedoras da licitação é de Santa Filomena, um fato inédito.

A conquista foi possível graças ao Projeto de Regionalização da Alimentação Escolar.  Idealizado pelo Sebrae Pernambuco, através da Unidade do Sebrae no Sertão do Araripe, o projeto visa utilizar os recursos repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) para promover o desenvolvimento local sustentável e garantir uma alimentação saudável ao estudantes.

REGIONALIZAÇÃO – De acordo com a Lei nº 11.947/2009, “do total dos recursos financeiros repassados pelo FNDE, no âmbito do PNAE, no mínimo 30% deverão ser utilizados na aquisição de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural ou de suas organizações, priorizando-se os assentamentos da reforma agrária, as comunidades tradicionais indígenas e comunidades quilombolas”.

O Projeto de Regionalização da Alimentação Escolar incentiva a aquisição de gêneros alimentícios saudáveis, produzidos localmente, de preferência pelos agricultores familiares, bem como incentiva a aquisição de outras variedades de gêneros alimentícios com empresas locais e regionais.

Santa Filomena foi o primeiro município de Pernambuco a aderir ao projeto e instituí-lo em seu território. Granito e Parnamirim também aderiram ao programa. Ao comprar dos pequenos agricultores os municípios aumentam o desenvolvimento sustentável gerando maior renda e acesso a inclusão social e econômica da população.

De acordo com a gestora do Projeto de Desenvolvimento Territorial e Econômico (DET), da Unidade do Sebrae no Sertão do Araripe, Rossana Webster Cavalcante, os agricultores familiares atendidos pelo projeto, em sua maioria, possuem o selo da Agricultura Familiar. “Comercializar seus produtos por meio deste programa será a abertura para outro nicho de mercado a ser explorado, melhorando sua organização, diversificando sua renda, contribuindo para o desenvolvimento local. Além de contribuir diretamente para o alcance do resultado do projeto em ampliar a participação do empreendedor nas vendas para grandes empresas”, destacou.

O projeto de Regionalização da Alimentação Escolar contempla ainda a capacitação de gestores públicos, orientando na utilização dos recursos repassados pelo Governo Federal, por meio do FNDE. O Sebrae realiza o levantamento de informações dos municípios envolvidos; sensibiliza os atores do projeto; cria e/ou adapta os instrumentos/documentos a serem utilizados durante a aplicação do projeto; divulga as ações do projeto; capacita; monitora, e acompanha as execuções das etapas.

Em 2015, o FNDE repassou aos estados e municípios aproximadamente R$ 3,78 bilhões para a alimentação escolar, destes recursos, mais de R$ 1 bilhão para serem utilizados exclusivamente com os agricultores familiares. As informações são da assessoria. (Foto: Gerisvan Tavarares).