Notícias

Agricultores do Sítio Coelho e adjacência em Petrolina, reclamam da falta de água

Eles temem prejuízos com a horta comunitária que garante o sustento das famílias

IMG_20151112_105604059Na última quinta-feira, 12, foi realizada uma audiência Pública na Câmara Municipal de Petrolina para discutir a redução do número de carros-pipa que abastecem as comunidades da região de sequeiro do sertão pernambucano e que, de acordo com proposta do Governo do Estado reduziria de 73 para 17 o número de carros-pipa em Petrolina.

O nosso blog ouviu a agricultora Gracilda Pereira, presidente da Associação dos Moradores do Sítio Coelho que descreveu o problema. “A situação lá é feia, tem comunidade com dez famílias que são atendidas apenas uma vez por mês, às vezes de dois em dois meses por apenas um Pipeiro. O sofrimento para consumo humano é muito crítico eu queria que o pessoal da Defesa Civil colocasse pelo menos todos os meses um pipa d’agua para as comunidades”, apelou.

Segundo Gracilda os moradores foram contemplados coma *cisterna calçadão e plantaram uma horta comunitária. Os produtos são comercializados junto ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e garante o sustento da família, porém com a escassez de água estão prejudicados, muitos acabam investindo parte do lucro comprando água para não perder a plantação. “Eu queria que os deputados ajudassem a gente a colocar essa água porque fica a uma distância de 2,400km para assegurar água para o consumo humano, e os animais que estão passando sede” apelou.

A Audiência contou com a presença do Secretário da Casa Militar Cel. Mário Cavalcanti. Ele garantiu que as famílias não ficarão sem água, apesar da redução do número de carros-pipa. “Um cálculo matemático partindo do princípio de que uma família tem direito a 100litros/dia de água e um carro pipa tem 8 mil litros é fácil calcular quando o carro deverá retornar.  O importante é não reduzirmos o número de famílias a receberem água e se houver algum erro, nós somos humildes para ajustá-lo”, disse.

Não ficou claro como o do Governo do Estado pretende fechar essa conta, se de acordo com a presidente da Associação de Sítio Coelho, Gracilda Pereira, a água já não é suficiente sem essa redução. É lamentável que em pleno século XXI as pessoas ainda tenham que se humilhar a dependência do carro-pipa para ter o bem mais precioso para a vida que é a água.

*Cisterna calçadão – Consiste em um espaço de 200m² para captação de água da chuva e reservatório com capacidade para 52mil litros e tem como finalidade armazenar água para a produção de alimentos, plantas medicinais e criação de pequenos animais potencializando os quintais produtivos.

 

Notícias

Audiência Pública irá debater abastecimento de água no Sertão do São Francisco

Na ocasião, vão ser apresentados os novos critérios para cadastramento e inclusão de pipeiros na prestação do serviço.

A Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) promove nesta quinta-feira (12) uma audiência pública no município de Petrolina para discutir a situação do abastecimento de água em seis municípios do Sertão do São Francisco atendidos por carros-pipa.

Na ocasião, vão ser apresentados os novos critérios para cadastramento e inclusão de pipeiros na prestação do serviço. A audiência pública contará com a presença do deputado estadual e vice-líder do Governo na Assembleia Legislativa, Lucas Ramos (PSB).

A coordenadoria ainda não divulgou o local nem o horário da audiência pública.