Uncategorized

Caravana do Esporte e Caravana das Artes movimentam Sest Senat até sexta-feira (4)

A proposta, segundo o diretor da Unidade do Sest Senat, Marcílio Cavalcanti é transmitir ao público as metodologias do esporte educacional e da arte-educação.

12804605_616755785142692_52931837534979047_nComeçou nesta terça-feira (1) e vai até a sexta-feira (4) na Unidade do Sest Senat de Petrolina, a Caravana do Esporte e Caravana das Artes. O evento, realizado pelo canal de esportes ESPN Brasil, em parceria com a Secretaria de Educação e Esportes – SEDUC, o Instituto Esporte e Educação, Unicef, Instituto Mpumalangae Disney e o Sest Senat, vem movimentando três mil alunos do ensino fundamental e da rede pública com uma série de atividades esportivas e artísticas, além de oficinas para formação de 300 professores e monitores.

Com ações distribuídas pelos quatro cantos da Unidade, a Caravana, que também está incentivando o combate ao Aedes aegypti, mosquito responsável pela transmissão da dengue, febre chikungunya e zika vírus, montou oito miniestações esportivas, duas estações de linguagens artísticas e o Cinema Disney /Caravana.

A proposta, segundo o diretor da Unidade do Sest Senat, Marcílio Cavalcanti é transmitir ao público as metodologias do esporte educacional e da arte-educação. “Tudo num clima lúdico e de muito comprometimento que envolve mestres em educação. Os professores, por exemplo, estão recebendo as oficinas para que possam dar continuidade ao projeto após a passagem da Caravana”.

Em meio a muitas crianças e jovens que movimentaram a Caravana na tarde desta quarta-feira, uma presença chamava atenção pelo porte físico e altura. A medalhista olímpica da seleção do basquete feminino, Alessandra Oliveira, com quase 2 metros, distribuía autógrafos e conversava com todos disseminando o interesse pela modalidade. “Morei em Recife, quando jogava pela capital pernambucana, mas não conhecia o interior do estado. Estou adorando fazer parte deste projeto que relaciona saúde, educação e esporte”, concluiu a ex-pivô da seleção brasileira.

Mais de dois milhões e seiscentas mil crianças e adolescentes já foram atendidas indiretamente pela Caravana do Esporte e pela Caravana das Artes, em 108 municípios de 22 Estados brasileiros. Quarenta e dois mil professores e educadores foram capacitados dentro das metodologias do esporte educacional e da arte para educar, nos onze anos de ação dos projetos. No Vale do São Franccisco, além de Petrolina, a Caravana do Esporte e das Artes esteve em Belém de São Francisco e acontece também em Juazeiro – BA. (Foto: divulgação).

http://Clas Comunicação e Marketing

Notícias

Juazeiro/BA e Petrolina/PE vão receber Juazeiro Caravanas do Esporte e das Artes

As caravanas vão acontecer em Março. O objetivo dos projetos é de levar a metodologia do esporte educacional e da arte-educação para comunidades do interior do Brasil.

Juazeiro/BA e Petrolina/PE vão receber Juazeiro Caravanas do Esporte e das ArtesO município de Juazeiro/BA receberá em março deste ano, as Caravanas do Esporte e das Artes, projetos do canal de esportes ESPN Brasil, em parceira com o Instituto Esporte e Educação, Unicef e Disney.

Como objetivo de levar a metodologia do esporte educacional e da arte-educação para comunidades do interior do Brasil, o projeto realizará dois dias de atividades esportivas e artísticas para alunos da Rede Municipal de Ensino de Juazeiro, além de oferecer formação para professores. No mesmo período o município de Petrolina/PE também receberá o evento.

De acordo com o secretário de Educação e Esportes – SEDUC, Clériston Andrade, será escolhida uma localidade do interior para receber os eventos. “Conseguimos trazer o Projeto para nosso município, após uma reunião com a ex-atleta da seleção brasileira de vôlei, Ana Moser, que visitou a região no ano passado. A equipe da Caravana do Esporte organiza oficinas esportivas com crianças e adolescentes e também oferece oficinas de formação para os professores, a fim de capacitá-los para que possam dar continuidade ao projeto após a passagem da Caravana”, explicou Clériston.