Notícias

Vereador Gilmar Santos lança campanha de carnaval com tema “direito humano não é fantasia, carnaval é massa com democracia”

“Essa campanha tem como objetivo conscientizar a nossa população nesse período muito especial que é o carnaval, período em que a gente espera não só uma cultura da festa, de alegria, mas também uma cultura de paz, uma cultura de respeito; e nada é mais apropriado que promover uma campanha ativa em defesa dos direitos de cada cidadão, de cada cidadã”, disse.

Foto: Divulgação Ascom

O carnaval é um festival que acontece anualmente entre os meses de fevereiro e março, período conhecido como tempo da septuagésima, e é uma das manifestações culturais mais populares no Brasil. As festividades marcadas por cores e fantasias, pelo frevo, pela dança e pela miscigenação cultural, muitas vezes também são marcadas pela violência, pelo desrespeito.

Pensando nisso é que o presidente da comissão de Direitos Humanos, vereador Gilmar Santos (PT), junto ao seu Mandato Coletivo, criou a campanha de carnaval “direito humano não é fantasia, carnaval é massa com democracia”. A ação, que faz parte da agenda do Mandato, busca fortalecer a luta em defesa dos Direitos Humanos.

De acordo com Gilmar, “Essa campanha tem como objetivo conscientizar a nossa população nesse período muito especial que é o carnaval, período em que a gente espera não só uma cultura da festa, de alegria, mas também uma cultura de paz, uma cultura de respeito; e nada é mais apropriado que promover uma campanha ativa em defesa dos direitos de cada cidadão, de cada cidadã. Uma campanha em defesa da diversidade, da população LGBTQI+, do direito da mulher em ter a sua liberdade e não ser assediada, da segurança das nossas crianças e adolescentes que vão participar da festa, dos nossos idosos, das pessoas com deficiências (…) Todos tem o direito de participar da festa e serem protegidas”.

Foto: Fernando Pereira

A campanha será lançada no próximo sábado (23), durante a abertura do carnaval de Petrolina, e abordará temas como Racismo, Assédio, LGBTfobia, Abuso de Crianças e Adolescentes, Acessibilidade e inclusão.

“Nós esperamos muito que seja um momento de conscientização e também de superação de preconceitos, pois, acreditamos que somente quando cada ser humano se conscientizar sobre a importância do seu direito e do respeito para com o outro, nós teremos uma democracia efetiva e uma cultura de paz, uma cultura realmente de festa, como esperamos que seja esse carnaval”.

Assessoria de Comunicação do Mandato Coletivo do vereador Gilmar Santos (PT)

Notícias

Mandato Coletivo do vereador professor Gilmar Santos realiza Campanha Saúde Mental na Escola

O objetivo da campanha é levar, para a comunidade escolar, informações preventivas contra adoecimentos mentais que acometem diariamente essa população, que não recebe a atenção devida dos governos.

Foto: Assessoria Vereador Gilmar Santos

Foi iniciada no último dia 20 a Campanha Saúde Mental nas Escolas, uma ação do Mandato Coletivo do vereador Gilmar Santos, PT. A Escola de Referência Clementino Coelho recebeu a primeira ação e tive um lúdico e educativo diálogo com alunos/as e a psicóloga Jonalva Paranã.

O objetivo da campanha é levar, para a comunidade escolar, informações preventivas contra adoecimentos mentais que acometem diariamente essa população, que não recebe a atenção devida dos governos.

Foto: Assessroia vereador Gilmar Santos

“Em diálogo com jovens de algumas escolas públicas do município foi observado, que a saúde mental tem sido uma questão que não tem recebido significativa atenção das unidades escolares e dos dispositivos da saúde existente na cidade. Professores e alunos têm adoecido com frequência, mas pouco ou nada falamos sobre o assunto. Diversos transtornos acometem os diferentes sujeitos que habitam as nossas escolas, o suicídio é manifestação mais violenta dessa precarização da saúde mental”, disse o vereador e professor Gilmar Santos.

Foto: Assessoria Vereador Gilmar Santos

Para Gilmar a primeira medida preventiva é a educação: é preciso deixar de ter medo de falar sobre o assunto, derrubar tabus e compartilhar informações ligadas ao tema. “Por isso é que laçamos a campanha “Saúde Mental Também é Questão da Educação”, com o intuito de sensibilizar as comunidades escolares para o tema, assim como apresentar os dispositivos hoje existentes que subsidiam aos que se encontram necessitados de atendimento especializados”, afirmou.

Foto: Assessoria Vereador Gilmar Santos

A Campanha Saúde Mental na Escola está acontecendo desde o dia 20 e vai até 24 de agosto. Algumas escolas serão visitadas para realização de diálogos entre assistentes sociais, psicólogas e comunidade escolar. Materiais informativos estão sendo distribuídos com contatos dos serviços públicos de saúde mental. Também está disponível um Coletivo em Diálogo, onde o vereador entrevistou a assistente social Izabel Angelin e a psicóloga Jonalva Paranã que se engajaram na campanha. O Grupo de Atenção à Pessoa com Lúpus do Vale do São Francisco também é parceiro dessa ação.

 

Foto: Assessoria Vereador Gilmar Santos

As escolas participantes do projeto são: Eremcc, Jardim Maravilha; Antônio Padilha, José e Maria; Escola Jesuíno Antônio D’avila, bairro João de Deus e Colégio Professor Simão, Centro.

Confira o vídeo Coletivo em Diálogo sobre a Campanha Saúde mental na Escola, que está disponível na página do vereador no facebook:

Coletivo em Dialogo | Saúde Mental na Escola – EP08

No nosso 8º Coletivo em Diálogo conversamos com a Psicóloga Jonalva Paranã e a Assistente Social Isabel Angelim sobre a Saúde Mental como questão de Educação.#mandatocoletivo

Publicado por Vereador Gilmar Lula Santos em Segunda, 20 de agosto de 2018

As informações são da Assessoria de Comunicação do Mandato Coletivo do vereador professor Gilmar Santos, PT.

Notícias

Campanha de doação para vítimas das chuvas em PE cresce na Facape

A campanha de arrecadação continua e a expectativa é que as doações recolhidas pela OAB, Facape e Corpo de Bombeiros sejam enviadas conjuntamente para Recife nos próximos dias

Foto: Thirza Santos

A campanha de arrecadação, promovida pela Facape, para ajudar as vítimas das chuvas e enchentes em Pernambuco, tem recebido grande adesão dos estudantes, professores e funcionários da Faculdade. Nesta quarta-feira (7) o presidente da Instituição, Antonio Habib, fez um balanço do material doado. O presidente da OAB Subseccional Petrolina, Alexandre Torres, acompanhou Habib e destacou que a Ordem dos Advogados também promove campanha para recolher donativos para as comunidades.

Entre as doações estão roupas, calçados, materiais de limpeza, água mineral, colchões, roupas de cama, alimentos não perecíveis e outros. Antonio Habib salienta a solidariedade que a comunidade Facapeana demonstrou. “Ficamos felizes com a quantidade de donativos que temos recebido, mostra que as pessoas se sensibilizam com a dor do outro. É  isto que precisamos estimular nos nossos alunos, a empatia”, pontua Habib.

A campanha de arrecadação continua e a expectativa é que as doações recolhidas pela OAB, Facape e Corpo de Bombeiros sejam enviadas conjuntamente para Recife nos próximos dias. Atualmente, 46.857 pessoas estão fora de suas casas no estado, sendo 3.252 desabrigados e 43.605 desalojados.

 

Texto e fotos: Thirza Santos

Uncategorized

Mandato do Vereador Gilmar Santos faz avaliação positiva da campanha “Denunciar para Proteger: Petrolina contra o abuso sexual de crianças e adolescentes”

A campanha ganhou as ruas e os vários veículos de comunicação da cidade, foram distribuídos mais de 3.000 panfletos nos circuitos do carnaval, além dos mais de 3.000 acessos pelas redes sociais.

imagem nota carnaval

O vereador Gilmar Santos, do Partido dos Trabalhadores, PT, encaminhou através de sua assessoria, nota à imprensa do Vale do São Francisco, avaliando positivamente a campanha que desenvolveu durante o carnaval, contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.  “Na condição de relator da Comissão de Defesa da Criança e do Adolescente, a realização dessa ação foi muito importante pelas estatísticas que são apresentadas relativas à violência, à exploração e ao abuso contra crianças e adolescentes”, afirmou para o Ponto Crítico. Confira abaixo a nota na íntegra:

“Ao longo do período carnavalesco estivemos nas ruas de Petrolina com a nossa campanha “Denunciar para Proteger: Petrolina contra o abuso sexual de crianças e adolescentes”. A iniciativa tinha como objetivo sensibilizar toda a comunidade para a existência de crimes dessa natureza, ainda mais nesse período festivo onde os números desses crimes tendem a aumentar. Sobretudo pretendíamos mobilizar os cidadãos e as cidadãs a denunciarem tais atos criminosos, para isso distribuímos panfletos com os números de telefones das instituições de proteção de crianças e adolescente, como os Conselhos Tutelares da cidade.

Nossa campanha ganhou as ruas e os vários veículos de comunicação da cidade, foram distribuídos mais de 3.000 panfletos nos circuitos do carnaval, além dos mais de 3.000 acessos pelas redes sociais.

Agradecemos todas e todos que ajudaram nesse momento de mobilização e sensibilização. Estaremos aguerridos/as, ao longo de todo nosso mandato, na defesa e proteção de nossas crianças e adolescentes.

Assessoria de Comunicação

Gabinete do vereador Profº Gilmar Santos (PT)”.

Coluna K

Culto ao capital, para um ano feliz

Para cativar aqueles que almejam um ano abençoado, há igrejas que promovem eventos que prometem prosperidade, sucesso, vitória e bençãos infindas para os participantes. Quais princípios norteiam essa prática?

culto ao capital

Delcides Marques*

Há práticas bastante conhecidas para se ter um ano melhor. Elas são orientadas por recomendações acerca do que é apropriado para a ocasião e seus interesses. Tais recomendações tratam particularmente da indicação de alimentos, roupas, horários, comportamentos e lugares que podem atrair dinheiro, paz, amor e felicidade.

O anelo por um ano abençoado se desdobra, entre diversos neopentecostais, de um modo bastante singular. Partindo da premissa “ano novo, novas bençãos” diversas igrejas iniciam todos os meses de janeiro realizando eventos que prometem aos participantes a conquista de sucesso, prosperidade e favores divinos para o ano que começa. São encontros marcados por propostas tais como: 12 dias de clamor para 12 meses de vitória. Em busca de um ano de abundância e conquistas, os fieis vão aos templos durante os doze dias de janeiro. E para cada dia há a proposta de se buscar a graça divina numa das áreas da vida: família, crescimento espiritual, sucesso financeiro e profissional, e assim por diante.

Buscando aleatoriamente materiais de propaganda dos encontros, acabei me deparando com um arquivo bastante instigante. Pretendo destacar alguns aspectos desse produto que ajudam a pensar o modo como o evento ocorre em determinadas igrejas, nesse caso, a Igreja O Brasil para Cristo. Mas há na internet muitas denominações que fazem essas campanhas, tais como algumas assembleias de Deus e inúmeras igrejas neopentecostais. Contudo, para os confins desse texto, não poderei explorar o rico material visual produzido por essas igrejas. Desse modo, e no caso do arquivo que encontrei inicialmente, os doze dias do evento estão assim distribuídos:

 

culto ao capital diagrama

Os limites desse artigo não permitem investigar devidamente todos os dias da campanha, por isso, optei por fazer uma apresentação mais geral. Todos os dias são marcados pelo clamor em relação a alguma área da vida. Além disso, cada dia de encontro é regido por uma passagem bíblica utilizada com a finalidade de introduzir o tema, seguida ainda por uma frase de estímulo e positividade para o ano que se inicia, por um texto que resume e elucida o assunto do dia, por uma sugestão de consagração e por uma lista de motivos de clamor.

Vejamos alguns aspectos do material de divulgação do encontro de vitória.

Depois de enunciar o título do clamor do dia há, para cada encontro da campanha, um trecho de Apocalipse que serve de orientação. Os textos que inicialmente tratam de promessas futuras dirigidas aos cristãos perseguidos na região da Ásia Menor são agora aplicados em sentido bastante inusitado, rápido e descontextualizado para as urgências da vida cotidiana. Seguido a cada trecho do Apocalipse há uma frase sublinhada que propõe uma assertiva para o ano. E as frases não são formuladas de modo genérico, mas dirigidas a cada leitor: “você”. Além disso, trata-se de algo que se aproxima da ideia de autoajuda em que as frases precisam ser introjetadas, memorizadas e repetidas. Sendo que, no presente caso, há também uma clara inspiração na ideia da teologia da confissão positiva, pois aquilo que se afirma com as palavras e pensamentos se torna realmente efetivo.

Depois disso, acha-se um texto escrito pelos organizadores que procura fazer a aplicação e a mediação entre o texto bíblico do dia e as destacadas frases de inspiração e êxito na vida. É justamente nesse ponto que se percebe o uso dos textos bíblicos de forma marcadamente livre. As referências bíblicas citadas na apresentação do tema de cada dia são deslocadas do contexto do texto e trazidas imediatamente para uma aplicação emergencial à vida cotidiana. Cada dia retoma o versículo do Apocalipse e procede da mesma forma: sem um intervalo exegético que os teólogos bíblicos julgam imprescindível. Assim, algumas perguntas relativas ao contexto histórico e social do sentido das palavras e expressões bíblicas não são tidas como necessárias. Com isso os textos são mobilizados de forma bastante livre por essa hermenêutica vinculada à teologia da prosperidade, da batalha espiritual e da confissão positiva.

Invariavelmente, tais encontros são propostos por igrejas de caráter neopentecostal que associam a preocupação material da vida, grifada pela teologia da prosperidade, com uma ênfase na teologia da batalha espiritual, marcada pela ideia de combate às opressões malignas, e com igual privilégio para a teologia da confissão positiva, evidenciada pela noção de que tudo o que a pessoa disser e pensar, vai acontecer. A expressão “clame e tome posse” aparece para evidenciar a ideia de que há promessas materiais a serem conquistadas pela luta espiritual e pela palavra.

O encontro, contudo, não se reduz ao desafio do culto, pois há ainda sugestões de consagração prévia para cada dia. As sugestões de consagração mesclam ritos de sacrifícios, devoção, abstinência etc. São práticas de consagração que passam pelos jejuns e evitações, celebração e evangelização, ação social e leitura. E a eles se somam os motivos do evento. O que move e o que se espera estão correlacionados. No geral, são motivos individuais. No limite, o encontro é a reunião daqueles que possuem em comum o interesse pessoal. A religião de todos é a religião de cada um. Menos preocupado em crítica social, tais eventos são um modo de reproduzir a lógica capitalista do mundo. Justamente o mundo que os crentes comumente dizem querer evitar. E o se mundanismo for o próprio capitalismo? E se Deus virou dinheiro? Uma das tarefas cristãs fundamentais, a se ver pelo que fez o próprio Jesus, não seria fazer uma crítica de seu tempo, ao invés de andar de mãos dadas com ele? Seria então o caso de atentar e elaborar campanhas anuais de reflexão protestante sobre os dilemas da atualidade, o que inclui muito substancialmente o papel da igreja diante da ordem das coisas.

* Delcides Marques é professor de Antropologia na Univasf, membro do KRISIS – Antropologia Crítica, colunista no site PontoCrítico, pesquisador sobre teologia e missão no cristianismo e participante da Igreja Episcopal Carismática do Brasil.

 

Notícias

Dezembro tem cor laranja para conscientizar sobre câncer de pele

De acordo com a Sociedade de Dermatologia, o diagnóstico precoce do câncer de pele é fundamental para o sucesso do tratamento.

O Dia Nacional de Combate ao Câncer de Pele é lembrado em 26 de novembroArquivo/Agência Brasil/Fernando Frazão
O Dia Nacional de Combate ao Câncer de Pele é lembrado em 26 de novembroArquivo/Agência Brasil/Fernando Frazão

Pelo terceiro ano consecutivo, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) promove a campanha Dezembro Laranja. Diante da chegada do verão, a proposta é conscientizar a população sobre a necessidade do combate e prevenção do câncer de pele.

Para participar, basta acessar o site da campanha e compartilhar o conteúdo nas redes sociais, utilizando as hashtags #dezembrolaranja e #controleosol. Também é possível alterar a foto de perfil no Facebook e no Twitter usando o aplicativo da campanha.

De acordo com a Sociedade de Dermatologia, o diagnóstico precoce do câncer de pele é fundamental para o sucesso do tratamento. A campanha reforça, portanto, a necessidade das chamadas atitudes fotoprotetoras de fácil execução no dia a dia do brasileiro.

Monumentos iluminados

Diversos pontos turísticos e monumentos em todo o país ganharam iluminação especial com a cor da campanha em pontos centrais das cidades no intuito de reforçar que o câncer da pele pode ser prevenido.

No Rio de Janeiro, o Bondinho Pão de Açúcar foi o primeiro monumento a abraçar a causa. No último dia 1º, além de se “vestir” de laranja, o local recebeu artistas, médicos e outros convidados para o lançamento da campanha, que contou com a presença da bateria da Escola de Samba Portela.

O Museu de Arte Contemporânea, em Niterói, a Pinacoteca Benedicto Calixto, em São Paulo, a Ponte Newton Navarro, no Rio Grande do Norte e o estádio Beira Rio, no Rio Grande do Sul também se uniram no combate ao câncer da pele durante o Dezembro Laranja.

Super Protetor

O mascote Super Protetor é a estrela de um desenho animado lançado pela SBD para disseminar o Dezembro Laranja de forma descontraída e consciente a adultos e crianças. Ele tem como armas de proteção capa, óculos escuros e protetor solar, além de um relógio para avisá-lo qual o melhor horário para tomar banho de sol.

O desenho aborda situações do cotidiano e reforça a necessidade de fotoproteção no dia a dia, principalmente entre crianças e adolescentes. A entidade alerta que os efeitos nocivos do sol estão diretamente relacionados a intensidade da exposição solar desde a infância, sendo cumulativos e irreversíveis.

Cenário

Em 2016, a SBD, junto com o DataFolha, divulgou pesquisa inédita que imprime a radiografia do hábito de exposição solar do brasileiro. O estudo traz dados considerados alarmantes pelos dermatologistas:

– 106 milhões de brasileiros se expõem ao sol de forma intencional nas atividades de lazer – 70% da população acima de 16 anos

– 63% dos brasileiros não usam protetor solar no seu dia a dia

– 6 milhões de brasileiros adultos (mais de 4% da população) não se protegem de forma alguma quando estão na praia, piscina, cachoeira, banho de rio ou lago

Dados do Instituto Nacional de Câncer estimam que, em 2016, foram contabilizados cerca de 176 mil novos casos de câncer da pele não melanoma no Brasil. Os principais tipos de câncer registrados no país são os de pele não melanoma (para ambos os sexos), o de próstata e o de mama.

Já a Organização Mundial da Saúde prevê que, no ano 2030, haverá no mundo 27 milhões de casos novos de câncer, com 17 milhões de mortes pela doença e 75 milhões de pessoas vivendo com câncer. O maior efeito desse aumento incidirá em países em desenvolvimento. No Brasil, o câncer já é a segunda causa de morte por doenças, atrás apenas das do aparelho circulatório.

 

 

Notícias

Campanha Setembro Verde incentiva à doação de órgãos em Petrolina

Apesar das diversas ações de estímulo e esclarecimento sobre doação, a lista de pessoas que aguardam na fila da Central de Transplantes ainda é grande.

427Conscientizar sobre a importância da doação de órgãos e tecidos é o objetivo da campanha nacional “Setembro Verde”. Apesar das diversas ações de estímulo e esclarecimento sobre doação, a lista de pessoas que aguardam na fila da Central de Transplantes ainda é grande. Apenas no estado de Pernambuco, são 1.230 pacientes.

Em Petrolina, é a Organização de Procura de Órgãos e Tecidos (OPO) que atua, desde do ano de 2012, nos hospitais públicos e privados desenvolvendo o trabalho de identificação dos possíveis doadores. Os órgãos captados na cidade são: coração, rins, fígado e córneas.

Segundo a organização, o índice de recusa à doação é de 50%, o que segundo a enfermeira da OPO, Gerlene Lira, está dentro da média nacional. “De uma forma geral, os índices de recusa de doação no Brasil são altos, mas os índices de Petrolina, já estiveram menores que no resto do estado, chegando a 30% e 40%. São índices que costumam oscilar. ”, disse.

Para aumentar o número de doadores, a OPO vem desenvolvendo ações que buscam derrubar mitos e esclarecer dúvidas sobre a morte encefálica. “Explicamos aos familiares que o diagnóstico de morte encefálica se dá através de processo rigoroso que envolve muitos profissionais. Quando eles entendem essas questões, fica muito mais fácil concretizar a doação ”, explicou a gerente da OPO, Samyra Moraes.

De janeiro a setembro de 2016, foram realizadas 40 captações, a maioria ocorreu no Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf), devido, principalmente, ao perfil do hospital que atende a pacientes neurocríticos, em sua maioria, vítimas de acidentes automobilísticos.

Os transplantes das córneas captadas são realizados na cidade, o restante dos órgãos são encaminhados para Recife-PE. A regulação é responsabilidade da Central de Transplantes, que identifica os perfis genéticos mais parecidos, entre os doadores e receptores, e localiza os que apresentam os menores índices de rejeição. (Ascom HU-Univas/Foto: reprodução).

Notícias

Campanha de Multivacinação começa na próxima segunda em Petrolina

Objetivo é estimular que os pais levem os filhos para atualizar a carteira de vacinação.

image_320853265003Entre os dias 19 e 30 de setembro, a Secretaria de Saúde de Petrolina realizará a Campanha de Multivacinação 2016 para crianças até 5 anos e adolescentes entre 9 e 15 anos incompletos. O objetivo é estimular que os pais levem os filhos para atualizar a carteira de vacinação.

“Os adolescentes são mais resistentes em procurar os serviços de saúde e isso é perceptível na baixa procura pela 2ª dose da vacina contra o HPV ”, pontuou a coordenadora de Imunização, Jeane Moraes. Todas as vacinas do calendário vacinal estarão disponíveis para população.

A vacinação acontecerá nas Unidades de Saúde de segunda a sexta das 8h às 16h30 (zona urbana) e 8h às 14h (zona rural). O dia D da campanha acontecerá no dia 24/09 (sábado) em todas as Unidades.

Notícias

Bicicleta na pauta das eleições municipais em Petrolina

Temas como redução de velocidade, aumento da infraestrutura cicloviárias da cidade e campanhas educativas voltadas para motoristas e motociclistas são algumas das pautas que devem ser discutidas com os participantes do pleito de 2016.

card 01Tornar a mobilidade urbana por bicicleta um compromisso dos candidatos e candidatas ao executivo e legislativo municipais em seus respectivos planos de gestão: esta é uma das missões do Pedal Rosa do Vale, durante os próximos meses em Petrolina PE.

Executora da Campanha Bicicleta nas Eleições, promovida pela UCB – União de Ciclistas do Brasil e lançada em Junho, o Pedal Rosa do Vale espera, com a iniciativa, fomentar ainda mais o discurso da ciclomobilidade. Segundo Patrícia Souza uma das coordenadoras do grupo “um dos objetivos é conscientizar políticos e os eleitores sobre o respeito à pluralidade de modos de deslocamento nas vias e sobre a importância da democratização do uso delas”.

Idealizada pelo GT Políticas Públicas da UCB – União de Ciclistas do Brasil, a campanha Bicicleta nas Eleições é baseada em experiências exitosas anteriores, realizadas nas eleições municipais anteriores, bem como na campanha com os candidatos à presidência da república em 2014 realizada pela UCB.

Temas como redução de velocidade, aumento da infraestrutura cicloviárias da cidade e campanhas educativas voltadas para motoristas e motociclistas são algumas das pautas que devem ser discutidas com os participantes do pleito de 2016.

Para saber mais informações sobre a Campanha, acesse www.facebook.com/pedalrosadovale

Notícias

Amamentação para o desenvolvimento sustentável é tema de campanha mundial

Recomendação da Organização Mundial da Saúde é de que o aleitamento materno seja exclusivo até o sexto mês e se estenda até os 2 anos ou mais, aí já com a introdução de outros alimentos, como frutas, legumes, verduras e carnes.

1330ac8094_arquivo (1)Além de fazer bem à saúde do bebê e da mãe, o aleitamento materno contribui para o desenvolvimento sustentável e a redução das desigualdades sociais. Essa é a mensagem da campanha deste ano da Semana Mundial da Amamentação, realizada de hoje (1º) ao dia 7 de agosto. No Brasil, a ação é coordenada pelo Ministério da Saúde em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Segundo a presidenta do Departamento Científico de Aleitamento Materno da SBP, Elsa Giugliani, o aleitamento pode contribuir para o cumprimento de vários Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os 17 ODS, expressos em 169 metas, representam o eixo central da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, que entrou em vigor no dia 1º de janeiro deste ano. Eles vão orientar as ações nas três dimensões do desenvolvimento sustentável – econômica, social e ambiental – em todos Estados-Membros das Nações Unidas até 2030.

Elsa explica que a amamentação está relacionada, por exemplo, com as metas que dizem respeito à boa saúde e ao bem-estar, à redução das desigualdades sociais e a outros objetivos relativos à ecologia e preservação. “É inegável o aleitamento associado à saúde, não só no momento [em que está sendo feito], mas no aparecimento de doenças no futuro”, disse.

Segundo ela, a amamentação previne muitas infecções no bebê – diarreia, pneumonia, otites, asmas, entre outras doenças. Contribui também para a prevenção do diabetes, do sobrepeso e da obesidade. Elsa lembrou que a mãe que amamenta tem menor chance de desenvolver diabetes e câncer de mama.

“O aleitamento materno também é muito democrático, acessível a todas as camadas sociais, é muito igualitário tanto para mulheres pobres quanto ricas. E é tido como uma das poucas práticas positivas de saúde mais frequentes nos países pobres, entre as mulheres mais pobres”, disse Elsa, acrescentando que isso ajuda a reduzir as desigualdades sociais.

Na questão ambiental, a pediatra ressalta que o aleitamento é ecológico e não predador de recursos naturais, como as fórmulas infantis e leites artificiais que envolvem todo um processo de industrialização. “Não precisa de produção leiteira, não tem resíduos, não usa energia, nem água, nem precisa de combustível”, argumentou.

Semana Mundial

A recomendação da Organização Mundial da Saúde é de que o aleitamento materno seja exclusivo até o sexto mês e se estenda até os 2 anos ou mais, aí já com a introdução de outros alimentos, como frutas, legumes, verduras e carnes.

Elsa afirma que as políticas públicas e a conscientização ajudaram a melhorar os indicadores de amentação das últimas décadas, passando de uma duração de 2,5 meses na década de 70 para mais de 12 meses atualmente.

A Semana Mundial da Amamentação é comemorada desde 1992 por iniciativa da Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (Waba, a sigla em inglês), órgão consultivo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Segundo o ministério, a semana é importante pela mobilização social para a conscientização da população e de profissionais de saúde sobre a importância do aleitamento materno para a saúde da mãe e do bebê, e os benefícios que traz para a sociedade e o país.

Com o tema “Amamentação: uma chave para o desenvolvimento sustentável” e o slogan “Amamentação: faz bem para o seu filho, para você e para o planeta”, a cerimônia oficial alusiva à semana será realizada no próximo sábado (6), às 11h, na Casa Brasil das Olimpíadas, no Pier Mauá, no Rio de Janeiro. (Ag. Brasil).