Cultura

Exposição em Juazeiro homenageia Bossa Nova

A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, atendendo todos os protocolos sanitários, permitindo a entrada de duas pessoas por vez.

Foto: Divulgação

A Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (Seculte) de Juazeiro abriu uma exposição de fotos em comemoração ao Dia Nacional da Bossa Nova, celebrado nesta segunda-feira (25).

A exibição “João Gilberto, sua casa, sua gente” é permanente e fica no Memorial Casa Bossa Nova, na Praça da Bandeira, nº 20, Centro.

Agora, além de conhecer a vida de João Gilberto, pai da Bossa Nova através do seu acervo, também é possível conhecer outras histórias de artistas locais que carregam no sangue o ritmo que surgiu na década de 50.

A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, atendendo todos os protocolos sanitários, permitindo a entrada de duas pessoas por vez.

Por  Fabíolla Paiva – Assessora de Imprensa da Seculte

Notícias

“Clube da Bossa” promete movimentar noite de hoje (27) no CCJG

Já participaram do Clube da Bossa os músicos locais: Maurício Dias (Mauriçola), Rogério Pilé, Elisângela Moura, Camila Yasmine, Rogério Leal, Nilton Freitas, Rennan Mendes, Fabiana Santiago e Junior Mota.

Quarta-feira é dia de Clube da Bossa no foyer do Centro de Cultura João Gilberto. A cada encontro o projeto traz como convidado especial um músico local, que juntamente com a banda base tocam grandes sucessos da Bossa Nova. Hoje (27) a convidada é a Cantora e compositora Raquel Wesley.

Além de cantora e compositora Raquel é autora do livro de poemas “Orfã de Filho…alfa no Pai”. Durante seu percurso artístico já esteve com vários artistas: Banda Morrão Fumegante, Jereba , Fábio Paes, Luiz Galvão, Moraes Moreira, Armandinho Macêdo, Paulinho Boca de Cantor, Manuca Almeida, Maciel Melo, Edson Gomes, Vital Farias, Zezé Mota entre outros.

O Clube da Bossa é um dos nove projetos aprovado no edital de Dinamização em Espaços Culturais – Agitação Cultural, realizado pelo Governo do Estado através da SECULT, para o primeiro semestre de 2016. Os encontros acontecem toda quarta-feira, no período de 17/02 a 16/06/016, a partir das 19h30, com apresentações semanais gratuitas de música, permeadas de histórias, casos e curiosidades da Bossa Nova.

Já participaram do Clube da Bossa os músicos locais: Maurício Dias (Mauriçola), Rogério Pilé, Elisângela Moura, Camila Yasmine, Rogério Leal, Nilton Freitas, Rennan Mendes, Fabiana Santiago e Junior Mota.

 

Notícias

“Palco MPB – uma homenagem a Walter Santos e outras pérolas da Bossa Nova” vai acontecer nesta sexta-feira (19)

O evento contará também, com a participação de um dos filhos do homenageado, Walter Souza Filho.

foto-n3127 (1)Difundir a música popular brasileira através de grandes nomes da Bossa Nova é o objetivo do “Palco MPB – Uma homenagem a Walter Santos e outras pérolas da Bossa Nova”, que será promovido pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). O evento é gratuito e será realizado nesta sexta-feira (19), às 19h30, no Centro de Cultura João Gilberto, em Juazeiro (BA). O Palco MPB é um projeto realizado pela Diretoria de Arte, Cultura e Ações Comunitárias (DACC) da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da Universidade.

O homenageado Walter Santos nasceu em Senhor do Bonfim (BA) e foi um dos músicos pioneiros da Bossa Nova. Para prestar as homenagens, diversos artistas da região irão se apresentar no evento como Silas França, Maurício Dias (Mauriçola), Manuca Almeida, Dalmo Funchal, Monzitti Baumann, Mariano Carvalho, Daniel Pinheiro, Weslley Heimard e Guilliard Pereira.

Além destes músicos, haverá também a participação de um dos filhos do homenageado, Walter Souza Filho. Segundo o coordenador da DACC, Euriclésio Sodré, durante o evento, ainda haverá depoimentos de escritores e de outros músicos, apresentações de vídeos e áudios. Esta edição conta com apoio da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, através do Centro de Cultura João Gilberto.

Sodré afirma que o evento é importante para proporcionar ao público jovem e à comunidade local um espaço alternativo e de qualidade para a MPB, num período de intensa massificação da música. “Muitos artistas ficam no esquecimento e, na maioria das vezes, nem são conhecidos. Neste sentido, reconhecemos que a Bossa Nova tem uma importância para a região por ter sido um estilo que teve como uma das maiores referências o juazeirense João Gilberto”, ressalta.

Informações e foto: Ascom Univasf