Crítica em Movimentos

“Condenação de LULA – Nossa indignação impulsiona o nosso protagonismo na construção de nossa história”, diz Fetape

“Reafirmamos o nosso compromisso com a democracia e com a defesa do ex-presidente Lula, homem que tirou o nordestino, os trabalhadores e trabalhadoras rurais e os mais pobres da situação de invisibilidade. A nossa luta ocorrerá dia após dia, pois as ameaças são constantes”.

Após rejeição do recurso contra condenação do juiz Sérgio Moro pelos três desembargadores da 8ª Turma do TRF-4, o que findou na condenação do Ex-presidente Lula e o aumento da pena de 9 anos e 6 meses para 12 anos e 1 mês de prisão, várias entidades se manifestaram em apoio ao ex-presidente. Entre elas está a Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Pernambuco, que emitiu nota em apoio ao ex-presidente Lula.

Confira abaixo a íntegra da nota:

Condenação de LULA – Nossa indignação impulsiona o nosso protagonismo na construção de nossa história

Perplexos assistimos, em mais este dia que mancha a história do nosso país, a decisão da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. A condenação do ex-presidente Lula simboliza mais um ataque a nossa democracia, numa tentativa clara de jogá-la no abismo. Uma vitória da direita conservadora e mais um golpe aos direitos da nossa gente, só que, desta vez, buscando impedir que o povo possa escolher em quem votar para a presidência da república, a partir de sua decisão sobre o que deseja para o Brasil.

Reafirmamos o nosso compromisso com a democracia e com a defesa do ex-presidente Lula, homem que tirou o nordestino, os trabalhadores e trabalhadoras rurais e os mais pobres da situação de invisibilidade. A nossa luta ocorrerá dia após dia, pois as ameaças são constantes. Não adormeceremos um só minuto, pois não suportamos mais a usurpação de nossos direitos. A população sonha com “outro Brasil possível”, mas diferentes instituições, que deveriam respaldar essa caminhada por um amanhã mais justo, infelizmente, têm contribuido para um presente aterrorizador, estabelecendo reformas, que retiram direitos historicamente conquistados por trabalhadores e trabalhadoras, e condenando cidadãos, sem provas, num conjunto de violações aos direitos individuais e coletivos.

Temos esperança, mesmo sabendo que a decisão de hoje coloca em xeque a legitimidade das eleições presidenciais de outubro. Porém, não ficaremos de braços cruzados esperando o amanhã que os golpistas querem definir para nós. Estaremos em nossa base, nas ruas e nos nossos espaços de trabalho promovendo a resistência, a luta e as mudanças que se fazem necessárias. As nossas bandeiras continuarão erguidas. Elas não serão enroladas ou escondidas. A nossa indignação nos alimenta e nos impulsiona a sermos ainda mais protagonistas da nossa história.

Direção da FETAPE