Notícias

Planta medicinais x fake news em tempos de pandemia

Notícias falsas têm levado parte da população a adotar medidas equivocadas, colocando em risco suas próprias vidas e a de outras pessoas da comunidade. *Por Jackson Guedes

Foto: Reprodução internet

Desde o início da pandemia provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), inúmeras “fake news” a respeito do uso de plantas medicinais ou remédios caseiros à base de ervas para prevenir, tratar ou curar a COVID-19 têm surgido, sobretudo nas mídias sociais. Estas notícias falsas têm levado parte da população a adotar medidas equivocadas, colocando em risco suas próprias vidas e a de outras pessoas da comunidade.

A Sociedade Brasileira de Farmacognosia (SBFgnosia) divulgou ontem uma nota à comunidade científica alertando para os casos mais recentes sobre o tema.

Uma delas trata-se de um áudio que tem circulado nas redes sociais sobre o chá de boldo, que seria capaz de curar em três horas os sintomas da COVID-19. Da mesma forma, outras notícias que circulam na internet como chá de erva-doce; chá de limão, alho e folhas de jambu (associado a paracetamol); água de alho recém-fervida; chá de casca da quina-quina (murta-do-mato); água tônica; suco de limão; vapor de eucalipto; e tantas outras, são todas falsas.

Não existem evidências científicas para nenhuma planta que embasem o seu uso contra o coronavírus. A própria Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta contra terapias tradicionais não testadas.

Neste contexto, o Núcleo de Estudos e Pesquisas de Plantas Medicinais (NEPLAME) da UNIVASF quer alertar toda a população do Vale do São Francisco e enfatizar que NÃO existe até esta data nenhuma planta ou preparação à base de plantas que possam prevenir, tratar ou curar os sintomas da COVID-19.

Estamos trabalhando junto à Sociedade Brasileira de Farmacognosia para monitorar essas mensagens.

Assim, queremos divulgar o nosso site e os canais de comunicação nas redes sociais para que as pessoas possam tirar suas dúvidas e nos enviar esses materiais, para que possamos analisar e combater a disseminação de informações falsas.

Instagram: @neplame.univasf

Facebook: Neplame-Univasf

Página na internet: www.neplame.univasf.edu.br

E-mail para contato: www.neplame.univasf.edu.br

Além disso, queremos esclarecer para a população que, no caso do novo coronavírus, a melhor forma de se prevenir ainda é por meio do distanciamento social, da higienização frequente das mãos e dos objetos, e o uso de máscaras.

Estamos atentos para combater também a pandemia da desinformação.

 

Prof. Jackson Guedes

Coordenador do NEPLAME-UNIVASF