Notícias

Sob protestos, Câmara aprova urgência para privatização dos Correios

PL foi apresentado por Bolsonaro em fevereiro e converte a estatal em sociedade de economia mista

Com PL do governo Bolsonaro, Correios deixam de ter 100% de controle público e passam a ser empresa de economia mista – Marcelo Casall Jr / Agência Brasil

A Câmara dos Deputados aprovou, sob intensos protestos, a tramitação de urgência do Projeto de Lei (PL) 591/2021, que abre caminho para a privatização dos Correios.

De autoria do governo Bolsonaro, o pedido foi avaliado nesta terça (20) pelos parlamentares e recebeu 280 votos favoráveis e 165 contrários à medida.

Com a decisão, a proposta agora pode ser votada diretamente no plenário, sem necessidade de apreciação pelas comissões legislativas. Ainda não há data para a análise do mérito do texto.

Do ponto de vista do conteúdo, o PL libera o Poder Executivo para converter a estatal, que hoje está 100% nas mãos do poder público, em uma sociedade de economia mista.

O projeto foi apresentado pessoalmente pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao Congresso em fevereiro deste ano e conta com ampla rejeição de setores populares.

Na sessão desta terça, votaram pela urgência as siglas PSL, PL, PP, PSD, PSDB, Republicanos, DEM, Pros, PSC, PTB, Podemos, Novo, Cidadania. Os partidos PV e Solidariedade liberarem as bancadas para voto livre, enquanto PT, MDB, PSB, PDT, PSOL, PCdoB e Rede foram contrários à medida.

https://www.brasildefato.com.br/