Notícias

Mandato Coletivo, representado pelo vereador Gilmar Santos, emite nota de pesar pelo falecimento de Rosa Aquino

“Dona Rosa cumpriu importante papel nas lutas comunitárias do bairro Ouro Preto entre os anos 1970 e 1990. No Recanto Madre Paulina, dona Rosa adquiriu saberes valiosos, acolheu e serviu para a recuperação da saúde de centenas de pessoas durante aproximadamente 20 anos” diz a nota.

Foto: Lizandra Martins

O Mandato Coletivo, representado pelo vereador Gilmar Santos, vem expressar profundo pesar pelo falecimento de dona Rosa Venância da Conceição (1934 – 2021), conhecida também como Rosa Aquino.

Dona Rosa cumpriu importante papel nas lutas comunitárias do bairro Ouro Preto entre os anos 1970 e 1990. Mulher, negra, trabalhadora, mãe de 20 filhos, teve a oportunidade de educar 14 deles. Enquanto leiga, exerceu a sua fé e prestou inestimáveis serviços pastorais à Paróquia Nossa Senhora das Dores (Diocese de Petrolina) e, em particular, às comunidades do Ouro Preto e Jardim Maravilha. Foi ministra da eucaristia e atuou na organização das mais diversas atividades e  eventos religiosos dessas comunidades:  seja nas missas, na catequese, nas novenas, nos círculos bíblicos, em grupos de oração, nas campanhas da fraternidade, no acolhimento dos enfermos ou às famílias que perderam entes queridos.

No Recanto Madre Paulina, espaço holístico para tratamento com uso de ervas e outras terapias, fundado e coordenado pelas freiras da congregação Irmãzinhas da Imaculada Conceição, dona Rosa adquiriu saberes valiosos, acolheu e serviu para a recuperação da saúde de centenas de pessoas durante aproximadamente 20 anos; nos anos 90, compartilhou desses conhecimentos através do programa “Saúde ao alcance de todos”, na antiga “Emissora Rural, a voz do São Francisco”.

Simples, sábia, meiga, educada, elegante, solidária e comprometida com a vida. Essas são algumas das poucas características e qualidades dessa extraordinária mulher que enfrentou imensos desafios na sua vida pessoal, familiar e social, mas nunca permitiu que as adversidades lhe impedissem de aprender sobre a importância e valor da vida, e de encontrar nela as respostas para a superação de obstáculos.

Em novembro de 2020 o Mandato Coletivo, em parceria com a fotógrafa Lizandra Martins, realizou o projeto “Yabá”, em homenagem a mulheres negras, sábias e inspiradoras. Tivemos o privilégio de homenagear dona Rosa. Hoje renovamos a nossa gratidão por sua existência tão linda e inspiradora!  

Que a espiritualidade acolha para a experiência do eterno e divino amor e permita que em cada sinal generoso da natureza sua memória seja celebrada para a alegria da atual e das próximas gerações.  

Nossa solidariedade e abraço fraterno aos familiares e amigos/as.

Dona Rosa Venância, Presente!