Cultura

Pedrinho indica “Um crime para dois”.

O filme é distribuído pela Netflix e não se propõe a ser a comédia do ano ou o filme da sua vida, mas é um longa para a gente ver naquele momento de descontração.

Vinha indicando uma linha muito cinema cult, alternativo, político, revolucionário, Godard, Iraniano, mas nem só destes filmes vive o jovem Pedro Rogério. Estamos no meio de uma pandemia, entramos na internet e recebemos infinitas informações pesadas. A agonia bate no fundo da alma e do cérebro. Chega àquele final de semana e é preciso desopilar. Uma das opções é desopilar vendo um filme.

“Nada de ação com mortes, já vi muitas esta semana”, “nada de romance, estou na CArentena”, “nada de terror, já basta minha vida”, “queria um filme besta, mas não tanto”… Pronto, tenho uma boa pedida para indicar para essa semana, vamos ver: “Um crime pra dois”.  O filme fica entre o humor pastelão onde carrega os clichês, a comédia romântica, o humor sofisticado, sarcástico e detalhista.

Issa Rae (Insecure) e Kulmain Nanjiani formam um casal em crise que presenciaram acidentalmente um assassinato. Com medo de serem considerados os culpados entram em fuga. No meio de uma decisão sobre se separarem acontece este caso inusitado e faz com que o casal se “reencontre”. Passam a trabalharem juntos e se apoiarem para não serem presos por algo que não cometeram. Para isso é preciso provar inocência, nesta tentativa o filme nos convida para entrarmos em situações tensas recheadas de humor.

O filme é distribuído pela Netflix e não se propõe a ser a comédia do ano ou o filme da sua vida, mas é um longa para a gente ver naquele momento de descontração. A duração é de 1h 26min, a atuação do Kulmain Nanjiani é coisa boa de se ver e a Issa Rae basta existir.

Trailer do filme UM CRIME PARA DOIS