Notícias

Momentos lúdicos marcaram as primeiras apresentações da temporada do espetáculo Meu Querido Catavento em Petrolina (PE)

No total, foram apresentadas quatro sessões gratuitas com a participação de uma média de 350 crianças. A temporada do espetáculo, promovida pelo Coletivo Trippé, segue até amanhã (13) com apresentações na Ilha do Massangano e no bairro José e Maria.

Foto: Fernando Pereira

Gargalhadas, interação e muita energia. Foi com este clima as apresentações do espetáculo Meu Querido Catavento, realizadas no CEU das Águas, no bairro Rio Corrente. No total, foram apresentadas quatro sessões gratuitas com a participação de uma média de 350 crianças. A temporada do espetáculo, promovida pelo Coletivo Trippé, segue até amanhã (13) com apresentações na Ilha do Massangano e no bairro José e Maria.

Para Isabel Barros, aluna da Escola Estadual Eduardo Campos, assistir ao espetáculo foi uma experiência divertida. “Eles estavam se apresentando e fazendo uma brincadeira muito legal e muito linda, correndo atrás das cortinas”, comentou. Já Ingrid Sá, aluna da ProInfância Teresa Maria de Amorim, gostou de interagir com os artistas. “Gostei muito da parte em que brinquei com a bailarina e achei muito engraçado quando eles dançaram balé”, disse.

De acordo com Niceneide Campino, vice-diretora da Escola Municipal Ana Leopoldina dos Santos, a iniciativa de realizar a ação em locais afastados do centro possibilita o acesso das crianças. “É muito importante esses momentos lúdicos, porque é uma coisa que eles não têm, são crianças muito carentes de arte”, afirmou.  E a professora do ProInfância Teresa Maria de Amorim, Edileuza Agra, ressaltou que “foi um momento enriquecedor para a aprendizagem delas, e tem que acontecer sempre, pois se divertir é uma arte e a gente tem que fazer arte”.

Para dar continuidade ao projeto, hoje (12), serão realizadas duas apresentações na Associação Cultural do Samba de Véio da Ilha do Massangano. A temporada encerra amanhã (13), na Associação das Mulheres Rendeiras do Bairro José e Maria. Todas acontecem duas vezes ao dia, às 9h e às 15h, e são gratuitas.

O projeto é uma realização do Coletivo Trippé com produção assinada pela Pipa Produções e apoio financeiro do Governo do Estado de Pernambuco, atravésdo Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura PE), da Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult-PE), e da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe). Mais informações estão disponíveis no blog: http://coletivotrippe.blogspot.com.br/ e na página do coletivo no Facebook: http://facebook.com/coletivotrippe.

Serviço:

Espetáculo: Meu Querido Catavento – 9h e 15h

12 de abril – Associação Cultural do Samba de Véio, na Ilha do Massangano

13 de abril – Associação das Mulheres Rendeiras, no bairro José e Maria

Texto: Adriano Alves