Notícias

Admiradores se emocionam na despedida de Graça Araújo

Os fãs presentes no velório, realizado no Cemitério Morada da Paz, não pouparam elogios a jornalista

A cerimônia de cremação está prevista para às 16h Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Neste domingo (9), amigos e fãs compareceram ao velório de Graça Araújo, aberto ao público, que está sendo realizado no Cemitério Morada da Paz, Paulista. Parentes e admiradores da apresentadora não contiveram a emoção e nem pouparam elogios a jornalista.

“Ela era tanta coisa que é dificil exprimir em palavras. Ela sempre foi e sempre será uma referência de amor, superação e cuidado”, diz Yasmin Fernandes, de 21 anos, sobrinha e afilhada de Graça. “Sempre admirei o fato dela saber de onde veio, conhecer o íntimo de quem ela era, saber trabalhar com tudo isso e chegar onde chegou, vindo de uma realidade tão inóspita, tão dificil”, relembra.

Foto: JC

Por morar longe, na cidade de Franca, em São Paulo, o último encontro pessoalmente havia sido há 3 anos, no velório do irmão da jornalista e pai de Yasmim: “Falava sempre com ela, mas devido a distância a gente não se via muito. Falei com ela na semana retrasada por telefone, porque bateu uma saudade de ouvir a voz dela, tão linda. A gente planejava se ver no final do ano, quando ela iria pra São Paulo. A ideia era passar o ano novo juntas também”, lamenta.

Fofo: JC

Fãs se emocionam ao falar da jornalista

Carmem Souza, de 56 anos, relata que conhecia Graça da época em que frequentava um programa do radialista Jota Ferreira. “Todos os dias eu via ela lá. Ela era uma excelente pessoa. Não tenho nem como descrever todas as coisas boas que Graça transmitiu pra gente, principalmente nos debates que ela promovia na Rádio Jornal. “, relembra a dona de casa.

Entre as qualidades da âncora do Meio-Dia que mais encantavam, Carmem destaca a sinceridade e as entrevistas com médicos e profissionais da saúde: “Isso me ajudava muito. Sempre, sempre escutava e vou continuar escutando a Rádio Jornal, principalmente em homenagem a ela”.

Foto: JC

Muito emocionado, o vigilante Arlindo Soares, de 60 anos, também ressaltou a importância que o programa da jornalista teve para ele: “Ela falava com os médicos por nós, que temos dificuldade nisso. Ela abria esse portal. O Consultório de Graça Araújo ficou na coração da gente”.

Cremação

Graça Araújo faleceu na tarde deste sábado (8), em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico extenso. A apresentadora tinha o desejo de ser doadora de órgãos, mas, diante das complicações que teve, não pode realizar esse desejo.

A cerimônia de cremação está prevista para ser realizada no mesmo cemitério, às 16h.

http://jconline.ne10.uol.com.b