Cultura

Pollyana Mattana abre exposição ‘Criatura: ser e habitar’ em Petrolina-PE

Em tempos onde o distanciamento social revelou muito sobre o humano, a artista reflete sobre o ser e o habitar para discutir temas contemporâneos. As obras da exposição foram criadas durante esse período de isolamento social e refletem sobre a relação que estabelecemos com as casas.

Foto: Fernando Pereira | Abajur Soluções Audiovisuais.

Um ser bem colorido, sem rosto e coração à mostra, que acaba representando um pouco de todas as pessoas em situações variadas. Essa “criatura” criada por Pollyana Mattana ganha uma exposição em Petrolina-PE, no espaço cultural Coletivo Casa. ‘Criatura: ser e habitar’ está aberta para visitação em formato virtual, até o dia 31/03, no site www.valetourvirtual.com/criatura.

O personagem já esteve presente em vários trabalhos da artista, sendo recorrente em seus processos criativos desde 2013, e agora se torna o ponto principal de uma série de obras. O desenho ganha outras superfícies e passa a ser representado em várias técnicas de criação em Artes Visuais.

“O personagem surgiu quando morei em Triunfo- PE, onde me sentia bem sozinha por estar longe dos meus familiares e amigos, como não conhecia ninguém na cidade, o meu tempo fora do trabalho era desenhando. Como morei em uma área rural, percebi que no caminho pra casa haviam escolas abandonadas, decidi fazer algo naquelas paredes destruídas pelo tempo. Foi quando comecei a pensar em um personagem, que podia ser eu ou qualquer um que se identificasse com um estranho no meio do nada”, conta a artista.

Em tempos onde o distanciamento social revelou muito sobre o humano, a artista reflete sobre o ser e o habitar para discutir temas contemporâneos. As obras da exposição foram criadas durante esse período de isolamento social e refletem sobre a relação que estabelecemos com as casas. Na visitação é possível fazer um passeio virtual em 360º pela casa em que a exposição foi montada, observando cada obra, assistindo uma videoperformance e interagindo com o espaço digital.

Foto: Fernando Pereira | Abajur Soluções Audiovisuais.

“As obras foram pensadas nesse momento que vivemos de isolamento, minha relação com a minha casa e esse espaço em que trabalho, que também é uma casa. Mesmo fechando por uns meses eu tinha que vir limpar, molhar as plantas, assim como começamos a nos cuidar mais. É um morar, eu moro aqui e o aqui mora em mim”, explica Mattana.

Uma Live de abertura foi realizada no Instagram da artista, onde ela conversou com o público e respondeu seus questionamentos, além de comentar partes de suas obras. A transmissão também contou com a participação das bailarinas Julia Gondim e Clara Isis, apresentando uma performance criada especialmente para o projeto. Ainda é possível assistir o conteúdo no IGTV do perfil @pollyana_mattana na rede social.

A exposição é uma realização do Coletivo Casa, contando com produção da Pipa Produções. Esse projeto está sendo apoiado pelo Edital Criação, Fruição e Difusão (LAB PE), em conformidade com a Lei nº 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc, Decreto nº 10.464/2020, da Lei Estadual nº 17.057/2020 e Decreto Estadual nº 49.565/2020.

Fernando Pereira | Abajur Soluções Audiovisuais.

Sobre a artista:

Carioca que cresceu em terras paulistas, onde teve contato com diversos tipos de manifestações artísticas. Conheceu e estudou com alguns artistas da cena nacional. Formou-se em Artes Plásticas pela Faculdade Paulista de Artes e cursou especialização em Fundamentos do Ensino de Arte pela Faculdade de Artes do Paraná. Em 2009, se mudou para o Nordeste, onde sua vida começa a ser despertada por novos sentidos no campo das experiências afetivas e artísticas. Atualmente, radicada em Petrolina-PE, faz parte do Coletivo Casa, onde tem o seu studio de tatuagem, no qual produz desenhos autorais.

Serviço:

Exposição ‘Criatura: Ser e Habitar’

Local: Coletivo Casa, R. das Umburanas, 155 – Areia Branca, Petrolina – PE. (Ao lado do Bodódromo)

Visitação: Até 31/03/2021, online pelo link https://www.valetourvirtual.com/criatura/.

Atividades gratuitas.

 

Por Adriano Alves – Agência Virabólica de Comunicação e Cultura.

 

Fernando Pereira | Abajur Soluções Audiovisuais.

 

 

 

 

Adriano Alves

Jornalista – Uneb

Pós-graduado em Arte Educação – Censupeg/SescPE

+55 87 99903-8884

 

Virabólica Comunicação

Assessoria

Produção de conteúdo