Notícias

Incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo deixa pelo menos dez mortos no Rio

Três pessoas estão em estado grave após chamas atingirem o Ninho do Urubu, entre elas um menino de 14 anos

Pessoas aguardam em frente ao Ninho do Urubu informações sobre as vítimas do incêndio no CT do Flamengo. RICARDO MORAES REUTERS

Um incêndio no centro de treinamento do Flamengo, conhecido como Ninho do Urubu, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, deixou dez mortos e três feridos graves nesta sexta-feira, segundo o Corpo de Bombeiros. O fogo, que atingiu o alojamento da categoria de base, começou de madrugada e, no início da manhã, já havia sido controlado. A identidade das vítimas não foi confirmada, mas segundo os bombeiros, eram atletas adolescentes do time. O tenente-coronel Douglas Henaut informou à TV Globo que dormiam no local jovens entre 14 e 17 anos. Um menino de 14 anos está entre os feridos graves.

Muitos familiares, alguns de outros Estados, estão na porta do centro de treinamento aguardando informações. O pai de um dos meninos afirmou que conseguiu contato com o filho, que está bem mas muito assustado. “Ele disse que acordou com uma fumaça, por volta das 5h, chamou um amigo e saiu correndo […] Não consegue falar direito, só chora”, afirmou em entrevista às redes de televisão que estão no local da tragédia. O centro de treinamento fica no bairro da Vargem Grande.

A tragédia comove o mundo do esporte: vários times se solidarizaram nas redes com o Flamengo e com os familiares das vítimas, entre eles a Chapecoense, que há dois anos viveu outra tragédia, e o Fluminense, principal adversário.

Por meio de suas redes sociais, o clube disse estar em luto e lamentou o ocorrido, mas ainda não há detalhes sobre as circunstâncias do incêndio no Ninho do Urubu.

Imagem aérea do Ninho do Urubu, Centro de Treinamento do Flamengo, na manhã desta sexta-feira. REPRODUÇÃO