Espaço do Leitor

Alunos se arriscam para chegar nas escolas em Vermelhos distrito do município de Lagoa Grande-PE

Leitor do Blog Ponto Crítico, faz denúncia anônima e diz que Lancha escolar do programa “Caminho da Escola” do governo Federal tá quebrada e os alunos estão sendo transportados em barcos sem proteção.

Segundo denúncia recebida no WhatsApp do Blog Ponto Crítico, há messes a lancha escolar do governo federal, que deveria fazer a travessia dos alunos da Ilha do Pontal, em Vermelhos distrito do município de Lagoa Grande-PE,  até a escola está quebrada e parada.

Através de depoimento e vídeo, o leitor que não quis se identificar, denuncia as autoridades do Município e pede uma fiscalização e solução para o que está acontecendo.

Na ausência da lancha escolar, os alunos estão sendo transportados em barcos pequenos e sem o mínimo de segurança. ” O nosso medo é é o de que aconteça alguma tragédia com as nossas crianças e jovens.” desabafou o leitor.

A lancha escolar, transporte que deveria está fazendo o transporte dos alunos com segurança, faz parte do programa “Caminho da Escola” do governo federal.

Programa “Caminho da Escola”

O programa Caminho da Escola foi criado com o objetivo de renovar a frota de veículos escolares, garantir segurança e qualidade ao transporte dos estudantes e contribuir para a redução da evasão escolar, ampliando, por meio do transporte diário, o acesso e a permanência na escola dos estudantes matriculados na educação básica da zona rural das redes estaduais e municipais. O programa também visa à padronização dos veículos de transporte escolar, à redução dos preços dos veículos e ao aumento da transparência nessas aquisições.

O governo federal, por meio do FNDE e em parceria com o Inmetro, oferece um veículo com especificações exclusivas, próprias para o transporte de estudantes, e adequado às condições de trafegabilidade das vias das zonas rural e urbana brasileira.

O programa consiste na aquisição, por meio de pregão eletrônico para registro de preços realizado pelo FNDE, de veículos padronizados para o transporte escolar. Existem três formas para estados e municípios participarem do Caminho da Escola: com recursos próprios, bastando aderir ao pregão; via convênio firmado com o FNDE; ou por meio de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que disponibiliza linha de crédito especial para a aquisição de ônibus zero quilômetro e de embarcações novas.